h1

Para Um Novo Modelo Mental, Muita Reflexão

Março 3, 2009

Deixar uma empresa para tocar o próprio negócio, ainda que com uma estrutura já montada, porém, exige estudo, planejamento e tempo, além de uma mudança de atitude. “O executivo vai precisar descer um pouco do pedestal”, diz Marcelo Cherto, presidente do grupo Cherto, empresa de consultoria especializada em ocupação de mercado. “É preciso ter espírito empreendedor e estar presente no negócio o tempo todo. Afinal, você não terá mais a secretária, a área jurídica, a financeira e o RH para te dar suporte. É você mesmo quem resolverá tudo“, completa ele, que tem sido procurado também por profissionais que não foram demitidos, mas ficaram sobrecarregados com a crise. “Obviamente não estão satisfeitos com essa situação e estão buscando uma saída”, conta.


Outro fator considerado crítico para Cherto em relação aos executivos é o desconhecimento sobre suas fraquezas. Para ele, um profissional pode ser muito bom em vendas e estratégia, por exemplo, mas ruim em liderar equipes ou controlar as contas. “Como cada negócio tem suas particularidades, é preciso saber escolher um que permita usar suas habilidades e minimizar suas falhas. Buscar um sócio com características que complementem as suas pode ser uma boa solução.”

O consultor e especialista em franquias Ricardo Rizzo, presidente da Rizzo Franchise, afirma que o excesso de confiança também pode comprometer o desempenho da loja. “Executivos tem uma tendência a achar que já sabem tudo sobre negócios e muitas vezes não fazem a lição de casa como deveriam quando assumem uma franquia. Acabam frustrados, pois realmente têm conhecimento e experiência, mas mesmo assim não conseguem os resultados esperados”, afirma.

Não possuir a disciplina necessária para manter a paixão pelo seu negócio pode fazer com que as coisas não saiam como esperado, tornando-se um desastre (imagine se a perder…). Ser empreendedor é matar um leão por dia, literalmente. Quando se é empregado você se preocupa apenas em receber seu salário no final do mês. Como dono não. Precisa estar de olho nas vendas, pagar as contas, os salários, os impostos e ter controle sobre tudo o que gira em torno de sua empresa.

Portanto 2 dicas importantes: 1) Aprofunde o conhecimento que você tem de si mesmo. Optar por um novo negócio como uma saída porque você está fazendo sozinho na empresa o que antes era dividido em até três pessoas é muito perigoso. 2) Escolha pessoas que podem lhe ajudar no seu desenvolvimento pessoal e também no desenvolvimento do seu negócio.

Essa pode ser a diferença entre o fracasso e o sucesso nesta transição.
Anúncios

Expresse sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: