h1

Decida O Que Ignorar

Dezembro 30, 2009
Com toda a informação que é lançada sobre nós e todas as coisas que temos que fazer, é muito fácil se sentir sobrecarregado. Uma solução é decidir o que ignorar. Foque naquilo que é realmente importante, e não no que é apenas urgente.

E lembre-se: no final da contas, o importante não é o quão duro você dá no trabalho, mas o que você efetivamente realiza.

À propósito, que truques você utiliza para se manter focado mesmo em face  às demandas conflitantes sobre o tempo disponível? Click aqui e compartilhe seus comentários com o resto de nós.

Conte comigo,

Pablo

Anúncios

33 comentários

  1. LinkedIn Groups
    Group: MULHERES DE NEGÓCIOS
    Subject: New comment (1) on “Decida O Que Ignorar em 2010”

    Ignorar uma informação recebida é para mim algo muito dificil, todavia as buscas que realizo por informações são seletivas e realizadas de modo organizado.
    Acredito que desta forma abrando os efetitos destrutivos do excesso de informação.

    Posted by Marcia Machado

    Gostar


  2. LinkedIn Groups
    Group: Michael Page Brasil – Vagas Executivas
    Subject: New comment (1) on “Decida O Que Ignorar em 2010”

    Este é o melhor conselho para este ano que eu já recebi, e tenho certeza disso, mesmo não tendo ainda recebido muitos. Sou jovem, tenho apenas 26 anos e tenho me esforçado ao máximo para estar bem preparado para o mercado e para desempenhar um bom trabalho na organização que trabalho, procurando sempre me manter antenado em jornais, revistas, livros, e discussões na internet, mas com este turbilhão de infornação, sempre tenho a sensação que não vou dar conta, e isso acaba por me desanimar.
    Então pretendo esse ano focar no que realmente é mais importante, e passarei a ignorar algumas outras tarefas, até mesmo porque, sei que muitas delas, eu dando ou não muita atenção, elas sempre se resolvem.

    Feliz Ano Novo

    Posted by Marcelo Lopes Santana

    Gostar


  3. LinkedIn Groups
    Group: Gestão de Talentos e Inteligência Emocional via RH
    Subject: New comment (1) on “Decida O Que Ignorar em 2010″

    Precisamos ter em mente que atualmente temos acesso a muitos ” dados”, e pouquíssimas informações . Temos que focar naquilo que realmente é importante para os negócios e que agrega valor .

    Posted by Fábio Gurman

    Gostar


  4. Muito, mas muito tempo atrás, uma charge da Mafalda trazia uma mensagem perfeitamente de acordo com essa idéa. Ela perguntava “Porque as pessoas confundem o urgente com o importante?”.
    Urgente é o importante que não foi feito a tempo. Essa é minha, para quando alguém tenta me pressionar (nem sempre posso DIZER isso! …:o)
    Outra consideração a se fazer é quanto à motivação. Se vamos fazer algo, é importante sabermos “para que” estamos fazendo. Estou cansado de ver coisas que não funcionam porque não foram feitas para funcionar … a motivação era outra! Exemplo? Existem aos montes, mas um que todos conhecem é o transporte público, que não foi feito para transportar público, mas para enriquecer empresários, vender ônibus, dar empregos e possibilitar propinas. Qualquer inteligência mediana poderia resolver o problema, se se dispusesse a trabalhar com foco na solução.
    Que no novo ano as pessoas ouçam mais as palavras do Dalai Lama … seremos todos mais felizes.

    Gostar


  5. Excelente artigo. Uma forma que me ajuda a manter o foco e evitar o excesso de tarefas, é associar o resultado das mesmas às minhas metas. Manter o foco nos objetivos ajuda a evitar que aquele incêndio, que no final das contas agrega muito pouco, não irá tomar conta da sua rotina.

    Gostar


  6. LinkedIn Groups
    Group: Michael Page Brasil – Vagas Executivas
    Subject: New comment (2) on “Decida O Que Ignorar em 2010”

    Trabalhei numa empresa de Telecom por alguns anos. No começo eu ficava atarantado com tanta coisa para fazer e tantos novos requerimentos para serem atendidos, todos urgentíssimos.
    Resultado? Nada ficava pronto!!!!
    Resolvi então que só pegaria um novo requerimento após concluir o que já havia começado. Rapidamente virei o “chato, implicante”. Mas o único que resolvia.
    Ignorar? Não sei …. mas com certeza! Acabe tudo o que começou. Priorize, mantenha o foco. Isso não impede de sermos “atropelados” por necessidades prementes, mas melhora muito e como se está terminando os afazeres, a fila não aumenta muito. O que se acaba ignorando foi por que sumiu da fila.

    Posted by Marcelo Orosco

    Gostar


  7. LinkedIn Groups
    Group: VOCE S/A
    Subject: New comment (1) on “Decida O Que Ignorar em 2010”

    Em 2010 para se decidir o que ignorar escolha uma peculiar satisfação dentre todas, não confundindo o urgente com o importante!

    Posted by Garabet Kissajikian Junior

    Gostar


  8. LinkedIn Groups
    Group: Tecnologia da Informação – TI Brasil
    Subject: New comment (1) on “Decida O Que Ignorar em 2010”

    Creio que 60% das matérias/artigos/post´s na internet nada mais são que republicações, cópias, referência. Acho que basta você encontrar um lugar que lhe traga matérias e ficar sempre com este, assim você recebe as informações apenas uma vez, e dependendo do lugar que a encontre com mais credibilidade.

    Posted by Guilherme Carneiro

    Gostar


  9. LinkedIn Groups
    Group: MBA FGV (1700+)
    Subject: New comment (1) on “Decida O Que Ignorar em 2010”

    Pablo,
    Aplicar a regra de Pareto é uma coisa cada vez mais complicada… temos muitas tarefas ‘periféricas’ que agregam pouco ao trabalho mas consomem muito tempo… sem falar das tarefas domésticas!
    Conseguir aplicar essa regra à tarefas da vida é uma resolução de ano novo gigantesca! Vamos lá!
    Abraço,
    Denise.

    Posted by Denise Ferrari

    Gostar


  10. A velha receita da lista do que vai focar no dia/semana para mim funciona muito bem. Daí fica mais fácil decidir o que vou ignorar.
    Tirar seu e-mail das listas diárias e semanais assim como ter e-mails dedicados e específicos ao trabalho, pessoal, lazer e diversos, foi uma decisão boa pra mim.
    Aproveitar o tempo no transito, no banho e no café para ouvir notícias no RÁDIO ajuda administrar o tempo. Não pensar só no trabalho, dedicando intervalos para seu corpo(alongamento) ,espírito (agradecer e orar, meditar) e amigos(uma boa conversa) completam as táticas para poder “encaixar” toda a informação lançada sobre mim.

    Gostar


  11. Decidir o que ignorar será um dos meus maiores desafios em 2.010. O excesso de informações e muitos afazeres periféricos fazem com que muitas tarefas sejam COMPLETAMENTE esquecidas no caminho.
    Obrigada pelo alerta e por todas as contribuições, sempre nos abrem a visão para o que parece ter pouca relevância

    Adriana Cinelly

    Gostar


  12. Buscar novas formas e novas ferramentas para organizar melhor o tempo em geral, o trabalho e o lazer. Nós ainda perdemos tempo em buscar papéis soltos, em ter que telefonar para confirmar encontros, no trânsito, em telefonemas com falta de objtetividade, com falta de definições entre urgente, importante, urgente e importante e importante mas não urgente.
    Dedicar mais tempo a pensar do que executar é a minha maior tarefa para 2010.

    Gostar


  13. LinkedIn Groups
    Group: FAAP Alumni
    Subject: New comment (1) on “Decida O Que Ignorar em 2010”

    ótimo e sucinto. Adorei a frase: ‘Delegue, não “delargue” ‘.´É exatamente o que acontece com todos nós. Genial!

    Posted by Estelle Bally

    Gostar


  14. LinkedIn Groups
    Group: VOCE S/A
    Subject: New comment (3) on “Decida O Que Ignorar em 2010”

    O comentário do Garabet Kissajikian foi um dos mais relevantes que recebi de um gerente com quem trabalhei duas vezes. URGENTE é uma coisa, IMPORTANTE é outra. A maioria dos chefes, gerentes não sabe a diferença. Coisas importantes deveriam ser cuidadosamente (com tempo) analisadas, por várias pessoas de diferentes áreas e no final tomar um corpo (transforma-se em um projeto) com começo-meio-fim, ter um lider responsável pelo seu acompanhamento e etc…
    Urgente é algo provavelmente pouco relevante até insignificante que por falta de atenção ficou urgente porque não foi tratado a tempo… É deveria ser tratada como tal, faça uma analise rápida, crie um plano e execute.
    Não perca tempo com as coisas urgentes, reserve seu tempo para as importantes… Essas SIM fazerm a diferença entre o sucesso e o fracasso.

    Posted by Mauricio Torres de Almeida Penna

    Gostar


  15. LinkedIn Groups
    Group: VOCE S/A
    Subject: New comment (5) on “Decida O Que Ignorar em 2010”

    Não se conseguir cumprir as resoluções de ano novo tem por base o uso inconsciente de estratégias erradas segundo http://migre.me/fc5K ou em ( http://noticias.br.msn.com/mundo/artigo-bbc.aspx?cp-documentid=23153249 ) E saber combinar o método PDCA com análise SWOT seria a estratégia para contrapor à ação inconsciente em criar estratégias erradas segundo o estudo, para incluse pensar no que ignorar. Assim, criar estratégias que não funcionam para tentar alcançar seus objetivos parece um bom meio para justificar o fracasso ou uma fantasia do gestor? De qualquer modo, conforme Lacan, “O inconsciente é o discurso do Outro… ” Mas a responsabilidade é minha ao agir! Seja na busca do ideal ou da ambição, sempre existirá uma estratégia, a questão é de que lugar o gestor emprega mecanismos na sua construção…

    Posted by Garabet Kissajikian Junior

    Gostar


  16. LinkedIn Groups
    Group: Tecnologia da Informação – TI Brasil
    Subject: New comment (3) on “Decida O Que Ignorar em 2010”

    É. Compreensão e momento. Tempo e necessidade. Ao final temos o resultado e custo norteando os projetos pessoais e empresariais. Energia e conhecimento para delegar da melhor forma possível as pessoas certas que atendam esta complicada equação entre o inicio e entrega do produto final, no tempo necessário do projeto para não estourar o custo e mitigar os riscos.
    Algumas pessoas ao delegar ainda preferem o burrito a competência e liderança.
    Concordo que é necessário dividir para conquistar.

    Posted by Marcio Noronha

    Gostar


  17. LinkedIn Groups
    Group: Novos Planos – Empregos e Vagas Vip
    Discussion: Decida O Que Ignorar
    Estar focado no objetivo com a meta traçada, as coisas são ignorada facilmente…Ação…

    Posted by João Cordeiro Santos

    Gostar


  18. LinkedIn Groups
    Group: Universidade Presbiteriana Mackenzie (4000+)
    Discussion: Decida O Que Ignorar
    Parece complicado, mas é mais fácil do que parece.

    Posted by João Paulo Goyos

    Gostar


  19. LinkedIn Groups
    Group: Mercado Financeiro – BM&F Bovespa + 2000 associados
    Discussion: Decida O Que Ignorar
    Concordo Pablo. No caso de analisar as ações existentes em meu portfólio, decidindo pela manutenção ou não tento me ater a leitura dos relatórios trimestrais e indicadores financeiros das empresas. Nunca me guio por oráculos financeiros ou por agências de notícias.

    Posted by Sandro Souza

    Gostar


  20. LinkedIn Groups
    Group: FAAP Alumni
    Discussion: Decida O Que Ignorar
    Saber o que ignorar; critério muito útil. É algo que tem paralelo na vida da empresa: mais do que saber o que se tem de fazer, importa saber o que não se deve fazer. Pessoalmente, tento privilegiar o pensar sem dar tanta corda ao conhecer. Melhor conseguir tomar uma decisão com base no que já se conhece do que buscar novos dados, até dar-se por satisfeito. Afinal, há limite à capacidade de conhecer e nunca se sabe quando é necessário conhecer de cada tema para decidir melhor. Por outro lado, não é razoável fechar-se no que já se sabe. É questão de viver uma virtude há muito conhecida, que é a prudência.

    Posted by Joao Simoncello

    Gostar


  21. LinkedIn Groups
    Group: Michael Page Brasil – Vagas Executivas – Fã Clube
    Discussion: Decida O Que Ignorar
    Pois é, eis a questão.

    Dentro das minhas atividades o filtro é o mesmo indicado pelo Pablo, meu foco é no que é importante e que geralmente quando ignorado se transforma em urgente, mas como há muito ajo da maneira descrita, estou sempre focada nos itens importantes profissional e pessoalmente falando. Quando surgem ações emergenciais geralmente são consequência de outras pessoas que não focaram no importante e daí, sobra para alguém fazer, e na maioria absoluta das vezes, eu, claro.

    Para o derramamento de milhões de informações, geralmente faço filtro em 3 níveis: temas cotidianos, temas conceituais, temas abstratos. Obviamente que essa divisão é absolutamente pessoal.

    Para os temas cotidianos meu filtro é de tratamento superficial, afinal são altamente voláteis (mudam o tempo todo), mas ao longo do tempo formo um conceito sobre o mesmo. Quero deixar registrado que não tenho problemas em rever conceitos para saber se ainda estão fazendo parte de um contexo positivo. Exemplo de temas cotidianos para mim: economia, política, saúde, boas práticas em gestão, legislações…

    Para os temas conceituais meu filtro é de tratamento aprofundado, uma vez que deles formo meus valores pessoais, são informações que serão transformadas em conhecimento e quando aplicadas, intenciono transformar em sabedoria, ao menos é meu propósito para elas. Exemplo de temas conceituais para mim: antropologia, sociologia, espiritualidade…

    Para os temas abstratos, meu filtro tem momentos absolutamente superficiais. Exemplo temas abstratos: novas tecnologias, decoração, moda…

    Compartilho aqui minha forma de decidir o que ignorar na vida profissional e pessoal.

    Espero ter contribuído.

    Posted by Andrea Castilho

    Gostar


  22. LinkedIn Groups
    Group: BSP – Business School São Paulo
    Discussion: Decida O Que Ignorar
    Primeiro você tem saber diferenciar o que é urgente e o que é importante. Escolha a que você consegue resolver mais rápido, pois assim você terá tempo de resolver a outra. E no final você fez as duas. Atualmente o mais difícil de se fazer é ignorar, mas mesmo assim faça, daqui a um minuto você nem se lembrará do que ignorou.

    Posted by Fernanda Caldas

    Gostar


  23. LinkedIn Groups
    Group: VAGAS.com.br – oportunidades de empregos e estágios em todo Brasil
    Discussion: Decida O Que Ignorar
    Se no passado as pessoas se queixavam e ficavam se lamentando por não conseguirem atingir os objetivos que estipulavam. Hoje, quase ao avesso, as pessoas se queixam pelas múltiplas possibilidades que se oferecem…

    Reside no super-ego do sujeito toda uma bagagem ideológica do passado humano, assim, tanto o superego, quanto o Id, relutam para ceder a uma razão, resistem à tomada de consciência do ignorar e busca-se sempre mais, mais…
    Pois, o inconsciente é muito mais vasto que possa captar nossa vã filosofia.

    Daí, num mundo com excesso de possibilidades a pessoa não acaba sofrendo por um trauma, mas sim por uma desorientação.
    Há que se colocar um ponto de basta para melhor agir sobre o limite do conhecimento.

    Buscar cada um detectar o menos no seu conhecimento para que se possibilite uma ação mesmo sem garantia, e até arriscada.
    Pois será esse menos que impulsionará o sujeito, não o excesso…

    Posted by Garabet Kissajikian Junior

    Gostar


  24. LinkedIn Groups
    Group: Novos Planos – Empregos e Vagas Vip
    Discussion: Decida O Que Ignorar
    Pablo,
    Li recentemente alguns artigos sobre Peter Drucker e uma de suas idéias é que: Cada profissional tem de saber exatamente qual é o seu trabalho e aproveitar o tempo destinado para isso para fazê-lo, e da melhor forma possível. Drucker dizia que devemos constantemente nos perguntar: Quais são as minhas forças? Quais são os meus valores? Onde pertenço? Qual deve ser a minha contribuição? ou seja, ser autogerenciavel. http://www.administradores.com.br/informe-se/artigos/3-grandes-ensinamentos-de-peter-drucker/31374/
    No meu ponto de vista, é que com tantas atribulações ficamos sem saber por onde começar, uma vez que “tudo” é importante, isso retrata a “multitarefas” exigidas pelas organizações, como forma de horizontalizar o organograma da empresa.

    Posted by Aline Cristine Morais

    Gostar


  25. LinkedIn Grupos
    Grupo: Procurement Brazil
    Discussão: Decida O Que Ignorar (Sim, é possível!)
    Apesar de ser bastante antigo, é extremamente útil e atual!
    Acho muito válido a questão da delegação principalmente no que se refere ao desenvolvimento das pessoas; sem uma correta exposição, o crescimento das pessoas sempre será limitado.
    E você, delega ou “delarga”?
    Grande abraço!

    Publicado por Leandro Brusque, PMP

    Gostar


  26. LinkedIn Grupos
    Grupo: Linked:HR Brasil
    Discussão: Decida O Que Ignorar (Sim, é possível!)
    Decidir o que Ignorar show de bola!
    Hoje é mais fácil optar pelo importante e não precisamos armazenar tantas coisas…como era antigamente ah! eu posso precisar quantas coisas guardavamos achando que um dia fosse precisar desentulhe já coisas,preconceitos modelos mentais ultrapassados ouse mudar…Pablo curti me fez refletir que é realmente possivel.

    Publicado por Adriana Xavier de Souza

    Gostar


  27. LinkedIn Grupos
    Grupo: Brazilian Engineering
    Discussão: Decida O Que Ignorar (Sim, é possível!)
    Esse assunto é importante, pois nos ajuda a focar nos principais problemas, quando não ha tempo para resolver todos.

    Publicado por Rogério Teixeira Leão

    Gostar


  28. LinkedIn Grupos
    Grupo: Comunicação e Marketing Brasil
    Discussão: Decida O Que Ignorar (Sim, é possível!)
    Até mesmo o que ignorar depende de decisões, não é mesmo? Mas, concordo com você. Saber o que é prioridade com clareza, representa dentro do mundo corporativo algo altamente produtivo para a vida profissional da pessoa, bem como para a equipe e resulta em saldo positivo para a empresa.

    Publicado por Marie Alba Romeu

    Gostar


  29. LinkedIn Groups
    Group: Executivos de Vendas & Marketing
    Discussion: Decida O Que Ignorar (Sim, é possível!)
    Oi Pablo bom dia, interessante esse artigo, eu defino isso semelhante a um post que eu coloquei em meu blog, http://www.treinarecrescer.blogspot.com , chamado “Atividade X Produtividade”, se possível de uma olhada e deixe seu comentário.
    Abraços e sucesso,
    Leonardo Rebulla
    @clubedepalestra

    Posted by Leonardo Rebulla

    Gostar


  30. LinkedIn Grupos
    Grupo: Rio de Janeiro In
    Discussão: Decida O Que Ignorar (Sim, é possível!)
    Existem vários livros que falam sobre isso.

    Publicado por Richard Farias

    Gostar


  31. LinkedIn Groups
    Group: Venda Melhor – Técnicas e Dicas para obter sucesso nas vendas
    Discussion: Decida O Que Ignorar (Sim, é possível!)
    Eu que sei o que é andar com o Filtro ligado, eu que sei…

    Posted by Sandro Augusto Silva ‘.’

    Gostar


  32. LinkedIn Groups
    Group: Psicologia Organizacional
    Discussion: Decida O Que Ignorar (Sim, é possível!)
    Prezado Pablo,
    Sobre este assunto, tenho uma matéria muito boa que li algum tempo atrás, achei interessante te enviar, conforme abaixo (só uma pequena parte):

    Tempo — é dono ou escravo dele?
    “POR que está atrasado?”, perguntou o professor, quando Alberto entrou na sala de aula. “Porque vim correndo ao lado de minha bicicleta por todo o caminho até a escola”, respondeu Alberto, quase sem fôlego.
    “Por que não veio montado em sua bicicleta?”, perguntou o professor, curioso. “Porque”, explicou Alberto, “eu estava tão atrasado que não tive tempo de parar e subir na bicicleta”.
    Esta história exagerada e cômica ilustra uma situação que confronta diariamente a muitos de nós. Apressados, com muitas tarefas a executar e datas-limites para elas, talvez achemos que estamos sempre correndo de uma coisa para outra. Mas, como Alberto, às vezes reduzimos o passo por concluir que não dispomos do tempo para parar e nos reorganizar para maior eficiência.
    Todavia, poderíamos poupar tempo, realizar muito mais a longo prazo, e reduzir o stress, se pausássemos para aguçar nossas perícias em utilizar o tempo. Então, em vez de considerarmos o tempo como nosso implacável dono, ele poderia tornar-se um servo útil.
    Como pode conseguir um controle mais eficaz do tempo? Seguem-se algumas sugestões. Ao lê-las, escolha aquelas que se ajustem às suas necessidades, e adapte-as às suas circunstâncias.
    Planeje o Seu Dia
    Imagine que seu dia está apenas começando. Diante de você acha-se um número aparentemente infindável de tarefas. Só em pensar em todos estes deveres talvez o faça temer aquele dia. Por onde deve começar? Por planejar o seu dia.
    Muitos começam por organizarem o que é conhecido como Lista do que Fazer. Uma pessoa que tem muitas responsabilidades numa grande organização comenta como é que se mantém em dia. Declara ele: “Mantenho uma lista escrita das coisas a fazer. À medida que se apresentam novas tarefas, ou elas me vêm à mente, eu as acrescento à lista. Daí, risco cada item, à medida que for executado.”
    Poderia um plano similar, por escrito, ajudá-lo a organizar suas atividades diárias? Talvez responda: ‘É possível que isso me ajudasse a começar, mas eu jamais concluiria tudo que estava na lista!’ E provavelmente está certo. Por isso é útil . . .
    Fixar Prioridades
    Poderá fixar prioridades por enumerar cada item da lista segundo a importância. Daí, na medida do possível, cuide de cada atividade naquela ordem. Naturalmente, sempre haverá ocasiões em que talvez decida abrir uma exceção e não cuidar dum assunto numa estrita ordem de prioridades, de acordo com as suas circunstâncias e preferências. Assim, seja flexível. Seu objetivo é dominar os assuntos, de modo que aquilo que deveras realizar a cada dia seja por decisão sua, e não fruto do acaso.
    Não corra de uma tarefa para outra, nem se preocupe em fazer tudo que alistou. Alan Lakein, consultor sobre a utilização do tempo, sublinha: “A pessoa raramente chega ao fim da Lista do que Fazer. O que conta não é terminar a lista, mas utilizar da melhor forma o seu tempo.”
    Você conseguirá fazer isto se o grosso de seu tempo for dirigido para o que é assaz importante. Quanto aos itens não concluídos, veja se pode delegá-los a outros, ou transferi-los para a lista de amanhã. Uma boa espiada nos itens de menor prioridade às vezes revela que nem mesmo precisariam ser feitos. Por outro lado, um item no fundo da lista de hoje pode ter mais alta prioridade amanhã.
    Mas como é que se determina que atividades em sua lista são de máxima prioridade? Afinal de contas, quando se olha uma lista extensa de deveres, há muitas coisas que parecem ser igualmente importantes. Assim, para fixar eficazmente prioridades, você precisa . . .
    Diferençar o “Urgente” do “Importante”
    Há tarefas que dão melhores resultados do que outras…

    Posted by Sérgio Machado Ferraz

    Gostar


  33. LinkedIn Grupos
    Grupo: Brazilian Engineering
    Discussão: Decida O Que Ignorar (Sim, é possível!)
    Creio que este seja o principal ponto critico de para todos nos profissionais.
    Administrar o “seu tempo”, requer administrar o tempo de outros, subordinados e ate mesmos seus proprios lideres, ja ouviram falar em gestao 360 graus? A pratica e aprendizado deve ser diaria… mas sem colaboracao do ambiente externo ( clientes e fornecedores, ambos internos e externos ), haja planejamento, e no geral, haja sobrecarga. Algumas areas e atividades sofrem mais este tipo de pressao. Creio que continua valido o ditado “A pressa e inimiga da perfeicao”, porem no cenario atual de grande competividade, o que deve ser priorizado no geral e a Qualidade, que geralmente traz o resultado e cumprimento de metas. Voltando aos ditados ” Se voce trabalha demais, e porque esta trabalhando errado…”, esta antigo e generalizado demais. Esta descompassado com a realidade de velocidade de comunicao e informacoes praticada nos dias de hoje, bem como a projecao da necessidade de avanco de metas e multidisciplinaridade de profissionais.

    Publicado por Alessandra Marques

    Gostar



Expresse sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: