h1

Mais resoluções para o ano novo ou BASTA de resoluções?

Janeiro 10, 2010

Segundo a Folha de São Paulo (caderno Emprego de 10/01/2010), a tradicional lista com as resoluções para este ano pode crescer um pouquinho mais para quem quer fazer de 2010 um período mais próspero profissionalmente. Destaco 2 especialistas renomados que o jornal ouviu, James Hunter (autor de “O Monge e o Executivo”) e Claudio Fernández-Araóz (“Grande Decisões sobre Pessoas”),  para ajudar o profissional a concretizar as resoluções. Seguem os seus pontos de vista em relação a:

MUDANÇA – SÓ HÁ SUCESSO PARA OS QUE SÃO APAIXONADOS

JAMES HUNTER
Professor, palestrante, consultor e escritor, autor de “O Monge e o Executivo” (ed. Sextante)

“Quero destacar Em primeiro lugar, para alavancar a carreira, é preciso trabalhar com paixão. Como diz repetidamente o grande guru Jack Welch, eleito o executivo do século, só existe sucesso para aqueles que são apaixonados pelo que fazem.
Além disso, para crescer com consistência, é importante ter autocrítica. É por meio dela que você deverá ficar atento às suas forças e fraquezas e, com isso, irá se aprimorar constantemente.
Para tanto, é importante ouvir as pessoas que estão ao seu redor. Pergunte humildemente aos seus pares, aos seus subordinados, ao seu superior e à sua família o que você pode fazer para ser uma pessoa melhor.
Esteja preparado para ouvir críticas e seja adulto o suficiente para analisar o que foi dito. Eu faço isso habitualmente e o processo tem me ajudado muito a melhorar de maneira geral. Às vezes dói, mas o resultado é compensador.
O passo seguinte é trabalhar as suas fraquezas de forma persistente. Mudar não é fácil, mas é de fundamental importância.”

TALENTOS – LÍDER DEVE ANTEVER FUTURO E FORMAR EQUIPE

CLAUDIO FERNÁNDEZ-ARAÓZ
Autor de “Grandes Decisões sobre Pessoas” (ed. DVS)

“O Brasil está vivendo um momento único e deverá atrair mais investimentos do que o restante do mundo desenvolvido. Por isso, começará uma “guerra” por talentos nas empresas, pois as pessoas são fundamentais para o crescimento que o país poderá ter.
Um bom líder precisa ter capacidade analítica para antecipar-se ao futuro, gerar mobilização nos liderados e formar as melhores equipes. É justamente nesse ponto que há mais sensibilidade.
Será necessário, para ser um bom líder, assegurar que as pessoas-chave ocuparão as posições estratégicas.
Para isso, o líder deverá dar mais poder ao RH, educar os gerentes de linha para que saibam escolher suas equipes e criar incentivos para os supervisores e os gerentes que escolham bem seus subordinados.
Os brasileiros saem na frente, pois têm quatro vantagens: otimismo (que gera uma atitude positiva), resiliência (estão habituados a crises e planos econômicos), adaptabilidade (o Brasil mudou muito nas últimas décadas) e empreendedorismo.”

Por outro lado, um colega meu me enviou um email dizendo para não tomar mais resoluções de final de ano. Afinal de contas, resoluções são bacanas, mas vamos realizar bem mais este ano se estabelecermos CLARAS METAS MENSURÁVEIS.

E você? Acrescentaria outras resoluções? Ou prefere estabelecer metas específicas? Compartilhe conosco aqui.

Anúncios

2 comentários

  1. LinkedIn Groups
    Group: ASSOCIAÇÃO DE EXECUTIVOS DO BRAZIL / BRASIL
    Subject: New comment (1) on “Mais resoluções para o ano novo ou BASTA de resoluções?”

    “Não é possivel viver sem ideiais, sem religião e sem sentido futuro. Do contrario, os hospitais estariam cheios de loucos” ARTHUR MILLER (1915-2005) Dramaturgo norte-americano.

    Posted by IVONETE DIAS DE ALMEIDA RODRIGUES

    Gostar


  2. Pablo, na verdade somente agora pude ler o artigo, eu particularmente tenho que estabeceler metas e me concentrar muito, começando a cuidar da principal ferramenta,minha saude, minhas atualizações e focar com paixão no que vou realizar para obter o lucro. Em uma outra discussão acharam muito estranho eu dizer que temos que planejar também nossas vidas mesmo em familia, e muitas vezes avaliarmos onde queremos chegar, tipo PDCA, e utlizei a palvra mordormo, pois acredito que tudo que temos exige zelo, cuidado, atenção especial, pois já que a vida é passageira, temos que ser bons mordomos, e acredito como disse o autor “Monge executivo” lider é o que serve. Eu sempre cresci ouvindo “só serve aquele que serve”, pois o que não serve pode ser descartado, (coisas).

    Ivonete Dias de Almeida Rodrigues

    Gostar



Expresse sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: