h1

Felicidade no Trabalho

Janeiro 21, 2011

Felicidade: o que sabemos dela?

O Pão de Açúcar quer saber o que faz você feliz.

A Coca quer que você a abra.

Inúmeros livros tentam te ajudar a alcançá-la.

Pesquisas apontam que você é mais produtivo com ela.

E mesmo assim a verdade é que pouquíssimos convivem com ela no trabalho…

Por quê?

É porque os líderes não criam ambientes de trabalho felizes?

É porque o trabalho é inerentemente triste?

Ou talvez é por causa de nossas atitudes em relação ao trabalho?

Aqui realmente não há uma resposta definitiva.

Um chefe negativo, condições de trabalho ruins ou uma cultura tóxica podem certamente deixar as pessoas infelizes.

Também tenho observado como os líderes podem criar funcionários mais felizes e mais produtivos construindo a cultura e o ambiente certo.

Entretanto, acredito que o maior determinante de nossa felicidade no trabalho somos nós.

Nossa felicidade tem menos a ver com forças externas e mais a ver com o que está dentro de nós.

Felicidade é uma questão interna.

Nossa felicidade não vem do trabalho que fazemos mas de como nos sentimos em relação ao trabalho que realizamos.

Tenho encontrado motoristas de onibus, porteiros e funcionários de lanchonetes que são mais apaixonados pelos seus trabalhos e mais felizes que alguns jogadores de futebol que ganham milhões de reais.

A maneira como pensamos, sentimos e abordamos o trabalho influencia nossa felicidade nele.

Podemos ser mais felizes focando no que PODEMOS fazer ao invés do que TEMOS que fazer.  Podemos nos dar conta que a habilidade de realizar um trabalho é uma dádiva e não uma obrigação.

Podemos curtir mais nosso trabalho criando uma nova forma de mensurá-lo. Ao invés de nos compararmos com os demais, podemos medir-nos contra o nosso próprio crescimento e potencial. A cada dia podemos ir trabalhar tendo em mente que hoje seremos melhores do que fomos ontem e que amanhã seremos melhores do que somos hoje.

Também podemos aprimorar nossa felicidade ignorando a negatividade ao nosso redor. Gandhi disse, “Não vou permitir que ninguém circule em minha mente com os pés sujos“.

Nem nós devemos permitir isso também.

Ao invés de ficar ouvindo as vozes negativas, vamos nos concentrar nas nossas escolhas positivas. Não podemos dirigir a carreira de outra pesssoa. Não podemos controlar a atitude do outro, mas podemos sim controlar nossa mente. Nosso trabalho é dirigir nossa carreira e fazê-lo de forma espetacular. Se nos concentrarmos no positivo e ignorarmos o negativo, nossa felicidade vai decolar.

Podemos ainda energizar nossas funções trabalhando em prol de um propósito maior. Pesquisas apontam que alavancamos o nosso melhor quando estamos investindo nossa capacidade e talento num propósito que vai além de nós. Todo trabalho vai acabar ficando velho e mundano (se permitirmos). Mas um propósito vai mantê-lo novo em folha. Sempre. Um propósito nos alimenta. Quando trabalhamos por um propósito maior, encontramos uma fonte inesgotável de felicidade no trabalho.

Felicidade no trabalho? Perfeitamente alcançável!

O melhor de tudo é que podemos decidir o quão felizes queremos ser. Seja respondendo na ponta da língua o que nos faz feliz, abrindo a felicidade, compartilhando felicidade ou criando-a, lembre-se que felicidade é uma questão interna que você pode solucioná-la no trabalho ainda hoje!

Para finalizar, quero compartilhar esta singela mensagem de uma amiga minha da qual não recebia notícias há muito tempo e que sumariza muito do que acabei de escrever:

“Oi Pablo, tudo bem, como você anda?

Não sei se se lembra de mim, estudamos juntos na Unip.

Escrevo depois de muito tempo, para te contar uma coisa curiosa, como muitas são na vida rs.

Na verdade, pela vida profissional passamos por muitas coisas, e muitas pessoas, e algumas delas nos marcam especialmente.

Bom, te escrevo para te contar que um dos meus maiores crescimentos profissionais veio de uma “bronca sua”, muito bem dada, na Unip.

Eu estava naquela fase inicial da vida profissional, e numa aula com vocês, reclamando de algo da empresa em que eu trabalhava na época. E você me disse: poxa, se você não gosta tanto assim, por que você não sai?

Lembro que depois pensei muito sobre isso e fiquei com vergonha das minhas reclamações, e a partir daí eu entendi que devia fazer algo a respeito de tudo, e não reclamar. Não entrar nas conversas das rodinhas, dos corredores, mas fazer.

E isso foi o começo de um grande amadurecimento e mudança. Enfim, depois de um tempão, quando estava gerenciando os meus próprios analistas, e percebia que eles estavam fazendo o mesmo, eu sempre lembrava daquela conversa, e dizia para eles que uma das principais coisas que divide quem cresce e quem demora para crescer, é essa atitude de ouvir a conversa dos corredores, ao invés de entender a posição da empresa, pensar como os líderes, e fazer o seu melhor trabalho.

Sempre penso em te contar isso, e depois esqueço. Até que hoje eu lembrei e escrevi 😉

Beijos, Patrícia”

E você?

Como lida com a possibilidade de ser feliz no trabalho?

Compartilhe sua opinião e sua estratégia com os demais nos “comentários” abaixo…

Conte comigo,

Pablo

P.S. – Gostou? Para me seguir no Facebook, acesse https://www.facebook.com/coachingexecutivo

Anúncios

97 comentários

  1. LinkedIn Groups
    Group: Negócios e Oportunidades em TI
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Porque acho que vai das pessoas, tipo de se esforçarem para conseguir viver feliz e também poder compartilhar sua felicidade para com as outras pessoas na empresa… Ou seja, nunca é tarde para ser feliz…

    Posted by Abraao Marques de Souza

    Gostar


  2. LinkedIn Groups
    Group: Universidade Presbiteriana Mackenzie (4000+)
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    O tempo em que vivemos nos leva a atitudes de puro instinto e sobrevivência. Ser feliz no trabalho pode colocar você em uma posição vulnerável. Ter um sorriso no rosto é sinônimo de pouco trabalho e faltam responsabilidades. Precisamos aprender a ver a felicidade como uma coisa boa e possível.

    Posted by Priscila Sabbag

    Gostar


  3. LinkedIn Groups
    Group: Networking São Paulo
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Pablo, boa tarde. O que acontece, a meu ver, é que muitas pessoas criaram o hábito de reclamar de tudo, não dando espaço para pensar nas qualidades, o que levaria a encontrar a ” felicidade no trabalho”. Acredito que se estes esforços deveriam ser melhor direcionados. Abraços, Cláudia Ricci Esposito

    Posted by Cláudia Ricci Espósito

    Gostar


  4. LinkedIn Groups
    Group: Alumni Ibmec Brasil
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    É bom as pessoas refletirem sobre estas coisas, pois faz com que as pessoas vêem a verdade.

    Uma coisa é certa: nenhum material deixa as pessoas felizes. Nenhum dinheiro, carro, casa etc, trazem felicidade, pois são perecíveis. Todo material perde valor com o tempo, fazendo assim, com que as pessoas comprem novos produtos para preencher o vazio que o antigo produto deixou. É algo que não tem fim.

    Então, quando responderem o que lhes deixam felizes e responderem uma boa casa, um carro, uma vida financeira estável, reflitem sobre o assunto, pois é nada menos que um desejo de TER, mas o importante é quem você quer SER?

    A melhor forma de ser feliz é ser útil para a sociedade e fazer o bem ao próximo sem querer algo em troca. Agora, como cada um vai fazer isso, somente cada um deve saber!

    Posted by Martius Eduardo Rodriguez

    Gostar


  5. LinkedIn Groups
    Group: Mercado Financeiro – BM&F Bovespa + 2000 associados
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Estamos diante de um grande desafio: Fazer as pessoas felizes! e pessoas felizes conquistam novos clientes e desenvolvem estilos diferentes – tudo para ampliar a qualidade de vida, reduzir as doenças, etc. Lembro quando o empresário Ricardo Semler pintou as máquinas de cores diferentes dando melhores condições visuais e clima agradável em sua indústria. O presidente Ulisses Tapajós, da Indústria de Plásticos de Manaus, que “pessoas felizes produzem mais e melhores”, dos escritórios do Google que parecem hotéis de luxo, dos escritórios da Microsoft quando as pessoas trabalham por tarefas e vão até mesmo de bermuda ao trabalho. Nas últimas décadas percebemos até mesmo pessoas trabalhando em Homeoffice e formas distintas de melhoria da qualidade do ambiente do trabalho, flexibilidade para desenvolver tarefas no horário conforme a sua maior produtividade. Também os benefícios ampliaram como licença maternidade e planos de saúde. Logo, a Felicidade é a vida das pessoas que trabalham ou que recebem produtos e serviços. Mensurar o grau de felicidade em uma empresa está relacionado com os investimentos nas pessoas, investimentos na qualidade do atendimento , investimentos nas relações com os clientes e investimento em Marketing – diferente do passado quando a preocupação era apenas com a “Qualidade Total”. Se pessoas felizes produzem mais e melhores , por quê não realizar um “planejamento de felicidade” com metas e investimentos. Acredito que a Felicidade, definitivamente está sendo colocada ao lado como “Sustentabilidade” ou “Responsabilidade Ambiental”, “Responsabilidade Social”. Quem sabe, o tema “Responsabilidade Feliz” aferindo ao grau de Felicidade.

    Posted by Helder Vinhal de Carvalho

    Gostar


  6. LinkedIn Groups
    Group: Comunicação Interna – Brasil
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Boa noite Pablo!

    É claro que não podemos dizer que há uma verdade absoluta sobre a felicidade no trabalho, mas, certamente, dela desfruta quem tem prazer de realizar as tarefas diárias. Qualquer coisa que façamos em qualquer área, se desempenhada com prazer, nos dará sempre a satisfação do dever cumprido.

    Muitos não se sentem bem onde estão e nada fazem para mudar a situação. Isto só causa mal à saúde da mente e do corpo. Se a justificativa para tal é dizer: “o trabalho está difícil,… já não tenho mais idade para…”, a felicidade irá distanciar-se mais e mais da pessoa. Entretanto, se o indivíduo adquirir uma postura positiva, ele terá mais condição de enxergar que algo pode e deve ser mudado. E ainda, de que forma isto poderá ocorrer. É só priorizar e ser feliz no trabalho!

    Posted by ANA ELISA MORAES

    Gostar


  7. LinkedIn Groups
    Group: Gestão por Processos Brasil
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Pablo, o tema permite que fiquemos horas discutindo. Felicidade, algo tão primordial e necessário, mas ao mesmo tempo ilusório… agora está aqui e em seguida não está. Porém quando falamos de trabalho é que fica mais complexo ainda.
    Trabalhamos por dinheiro ou por satisfação? Quantos conseguem unir essas duas vertentes?
    Trabalhamos naquilo que sonhamos ou no que precisamos? Como podemos conciliar sonho e necessidade?
    Trabalhamos onde queremos ou onde podemos? Quantos conseguem convergir possibilidade e desejo?
    Com certeza a resposta a estas perguntas aponta na direção da felicidade, mas o fator humano é permeado de outras variáveis que podem mudar no dia de amanhã para melhor ou pior a situação que encontramos no dia de hoje. Essas variáveis podem ser família, saúde, idade, momento político / econômico do país, a entrada ou saída de uma pessoa-chave no nosso relacionamento profissional, e assim por diante.
    Ser feliz é um exercício constante. É uma busca que tem começo, mas não tem fim… e nem pode ter!
    Estou curioso para ler os posts que virão sobre esse tema. Com certeza participarei mais algumas vezes!
    Parabéns!

    Posted by Jose Siqueira Cavalcanti Neto

    Gostar


  8. LinkedIn Groups
    Group: Rio de Janeiro In
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    A maioria das vezes o ambiente de trabalho em uma companhia pode ser bom, porém as pessoas que lá trabalham, não são tão boas quando a companhia imagina. Possíveis ápices de ego ou a própria eficiência do(a) companheiro(a) de trabalho faz com que desperte uma disputa interna em cada pessoa. Em alguns casos ao invés das pessoas se especializarem para ser tão bom quanto seu companheiro(a), acabam invejando. O que gera conflitos internos dentro na companhia o que acaba trazendo uma energia ruim, não dando espaço para a tão desejada felicidade entrar e permanecer no ambiente de trabalho.

    Posted by Rafael Felisbino

    Gostar


  9. LinkedIn Groups
    Group: Comunicação Interna – Brasil
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Acredito que grande parte da felicidade no trabalho está em fazer o que gosta, o que sente prazer em desenvolver. Inúmeros jovens ainda tem suas profissões induzidas ou até impostas pela familia. Outros, mais ambiciosos, escolhem onde atuar pelo retorno financeiro médio do mercado. E há também os que percebem a escolha errada mas acham tarde para recomeçar, o que de fato é muito difícil na nossa realidade corporativa, onde cada vez mais deve se ter experiências e habilidades com menos idade. Enfim, como comunicadores, nesses casos, acredito que nosso grande desafio é minimizar o impacto dessas escolhas e ajudá-los a extrair o melhor delas.

    Posted by Juliana Mascarenhas

    Gostar


  10. LinkedIn Groups
    Group: Mercado Financeiro – BM&F Bovespa + 2000 associados
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Acredito que a felicidade é tão subjetiva que por mais que criemos meios de quantifica-lá, sempre será viesada em algum aspecto. Pessoas tem valores e objetivos diferentes, um quer férias e o outro é workholic. Uma das formas mais efetivas de se gerar felicidade é gerando valor positivo à sociedade. É perceptível que se em sua luta individual gera benefícios sociais retoma o prazer de seguir em frente. O mundo individualizado impede que vejamos os problemas que outras pessoas tem, tornando os nossos maiores, e conseguentemente, a felicidade menor. Esse senso de comunidade está menor, e mesmo no trabalho de tempos em tempos aparecem psicologos fazendo programas de integração e resolução de conflitos, para ver se melhora a interatividade da empresa.

    A empresa deve ter em sua cultura um método de unificar pessoas e objetivos, traçar planos que integre as atividades e não gere disputas e conflitos entre departamentos, é dificil, mas pode ser trabalho. E de tempos em tempos colocar a disposição o remanejamento de pessoas caso não estejam mais se sentindo confortável em suas atuais colocações. Além de gerar integração, podem-se descobrir grandes talentos multitarefas.

    Posted by Bruno Sbrogio

    Gostar


  11. LinkedIn Groups
    Group: Rio de Janeiro In
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    A qualidade da liderança, e a “missão e valores” da empresa, quando alinhados à nossa visão, fazem com que pequenos detalhes sejam sempre pequenos detalhes.

    O problema é que há carência de bons líderes (muitos pensam que o são) em todos os níveis e gerações (a Y por sua própria natureza, quase exclui essa característica); e as empresas em sua maioria não possuem uma causa que valha a pena batalhar por ela; vendem e vendem apenas isso. O número é tudo, e depois dele ainda vem o número.

    Enquanto isso, as empresas perdem o que há de melhor em seus profissionais, que é a alegria e o tesão de se levantar pela manhã e ir mudar o mundo. Quem sabe se alcançam a felicidade na aposentadoria?

    Posted by Marcio Silva – marciovjs@gmail.com

    Gostar


  12. LinkedIn Groups
    Group: Rio de Janeiro In
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Descobri que não há nada melhor para o homem do que ser feliz e praticar o bem enquanto vive. A felicidade verdadeira, aquela que a voz fica embargada, os olhos cheios de lagrimas é aquela que quando praticamos o bem nos sentimos melhores, verdadeiros e humanos. Vocês viram a reportagem sobre o salvamento das pessoas que perderam suas casas na região serrana do Rio? Seus entes mortos e os sobreviventes encontrando forças no ato de praticar o bem e salvar os vizinhos, amigos ou até memo pessoas desconhecidas.
    É claro que encontramos a felicidade durante uma vitória, nos objetivos alcançados, na conquista da mulher amada e quando comemos a comida preferida !
    No ambiente de trabalho a coisa muda de figura, é muito difícil encontrarmos a felicidade num ambiente que há competição, inveja, puchadas de tapete, mentiras ou coisas piores, no entanto, fica um alerta, acredito que podemos ser felizes no trabalho encontrando as qualidades dos coletas e ajudando-os em suas dificuldades.
    Abraço a todos,

    Posted by Edson Damasio Mello

    Gostar


  13. LinkedIn Groups
    Group: Mercado Financeiro – BM&F Bovespa + 2000 associados
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Bruno, suas colocações são relevantes e amplia a discussão. A quantificação seria uma forma de avaliação de como a empresa está diante do fenômemo subjetivo da Felicidade. A Felicidade como estado e cria sinergia e que visualmente produz excelentes resultados está em relação direta com a Motivação, muitas vezes quantificada por meio de estudo das necessidades como fez Maslow.

    A quantificação poderia partir da revisão dos objetivos, metas e benefícios. Aqui, nada de novo! as empresas já operam com muitos indicadores capazes de valorizar as pessoas e aprimorar a “integração” que menciona.

    A grande sacada nesse momento seria perguntar o que está faltando em minha empresa para viabilizar a integração, desenvolver as pessoas e produzir grandes resultados tanto para as pessoas que trabalham, para os investidores e para os clientes que são seduzidos pelos seus produtos e serviços – Essa atitude é fato gerador de Felicidade. Não há fórmulas mágicas, não há manuais nem teóricos que vão dizer como fazer mais feliz. São as pessoas que estão inseridas.Uma vez uma empresa promoveu um encontro de gerentes e líderes dos departamentos para uma integração em um Hotel em Angla dos Reis-RJ, uma semana de interação e grandes revelações além de aproveitar dinâmicas ao ar livre. Os resultados foram altamente eficazes e associado com marketing interno, os resultados foram visíveis. Quanto mais valoriza as pessoas melhores resultados são produzidos. Logo, no planejamento estratégico da empresa deveria ter ações concretas defendidas junto aos acionistas. Produzir Felicidade requer investimentos e vontade.

    Posted by Helder Vinhal de Carvalho

    Gostar


  14. LinkedIn Groups
    Group: Novos Planos – Empregos e Vagas Vip
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    é uma das buscas do ser humano, aproximar cada vez mais esses objetivos. mas não é fácil

    Posted by Sebastiao Gil

    Gostar


  15. LinkedIn Groups
    Group: Sustentabilidade Brasil
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Caro Pablo, seu que em cada 05 britanicos, 03 tomam antidepressivos.
    A felicidade agora esta na ‘moda’ da comunicação, como já tivemos tantas outras modas.

    acho que é isso. O mundo irreal da comunicação tentanto nos prender.

    valeu e abraços

    Posted by Alexandre Meza

    Gostar


  16. LinkedIn Groups
    Group: Robert Half Brasil: Mercado de Trabalho
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Felicidade e trabalho parecem ser antíteses, palavras sem junções na mesma frase. Um livro que li há pouco tempo falava muito bem sobre isso. A idéia de felicidade no trabalho (ou infelicidade) está associada desde os tempos antigos, onde para ser ter idéia existia um instrumento de tortura que se chamava tripalium, ou seja, eram três paus entrecruzados e sua funcionalidade era de causar “desconforto” na região do pescoço. Tripalium é a palavra que deu origem à nossa palavra em português trabalho. Daí dá para se ter idéia de um dos motivos, mas a discussão é longa.
    Abraços e boa semana.

    Posted by Jogli Felipe Fernandes

    Gostar


  17. LinkedIn Groups
    Group: Robert Half Brasil: Mercado de Trabalho
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Acredito que a “felicidade” está dentro de nós, no trabalho, fora do trabalho com a família ou sem esta, enfim felicidade é feita de momentos felizes. Então prefiro estar satisfeita com meu trabalho, é muito bom trabalhar com satisfação, porque feliz eu já sou com ele ou sem ele.
    Boa semana a todos!!!!!

    Posted by Claudia Lopes

    Gostar


  18. LinkedIn Groups
    Group: Robert Half Brasil: Mercado de Trabalho
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Acho que vou mais na “linha”da Cláudia Lopes…Felicidade tem a ver com seu estado de espírito. Se você ( pessoa física ) não estiver equilibrado…você provavelmente não conseguirá “sentir” e “enxergar” felicidade em nenhum lugar. Existem várias fontes de recursos que nos auxiliam na busca deste equílibrio : amigos, vida familiar, religião ou filosofia de vida, etc…O trabalho também deve ser uma fonte de recursos importante, onde vc busque motivos e razões para tornar sua vida ainda mais feliz. Seu trabalho deve lhe proporcionar satisfação. Não pode ser apenas uma decisão financeira !

    Posted by Ernandes Cunha Filho

    Gostar


  19. LinkedIn Groups
    Group: Rio de Janeiro In
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Bom dia a todos.
    O primeiro ponto é voce fazer aquilo que gosta.
    Eu sou auditor de 3 norma (9 – 14 – 18) de uma importante certificadora, e gosto muito da minha atividade, sem contar as de treinamento e consultoria.
    O segundo ponto é não se preocupar com os outros. Faça a sua parte, mesmo sabendo que isso causa desconforto a alguém.

    Posted by Luiz Henrique Daiha

    Gostar


  20. LinkedIn Groups
    Group: Rio de Janeiro In
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Edson, perfeita sua colocação. E o Luiz quando menciona a escolha da profissão também está certo. Sou designer de interiores e escritora e em ambas as atividades sinto-me profundamente feliz e trabalhar para mim é um prazer, a ponto de ter que me policiar para não invadir outras áreas de minha vida, o que não seria correto. Mas o ambiente de trabalho às vezes é complicado, e o melhor é fazermos tudo o que estiver ao nosso alcance para que o ambiente seja cercado de harmonia. Tentar sempre assumir uma postura conciliadora e jamais se envolver em disputas de egos. Fazer seu trabalho da melhor maneira e contribuir para que colegas e empresa produzam bem e alcancem resultados. Sei que muitas vezes acontecem situações difíceis de aceitar, mas nessas horas, devemos focar nossa família, amigos, coisas que nos trazem felicidade e logo aquela situação será tão menor que tudo isso que será superada com sucesso.Sucesso a todos.

    Posted by Rose Elizabeth Comenho

    Gostar


  21. LinkedIn Groups
    Group: HeadHunter Brasil
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Qual a natureza da Felicidade?
    Felicidade é coisa ou ato?

    Muitos buscam a felicidade como se fosse coisa ou lugar a ser alcançado. Será que isso é possivel? E se a felicidade tem a natureza de ato, será que é possivel buscá-la como coisa? Seria como se estivéssemos tentando lamber um som.

    Em meu trabalho como coach, uma das coisas que fazemos é judar meus clientes a chegar a conclusão sobre isso assim podem tomar ações no sentido de ser feliz.

    Otimo tema.

    Grande abraço

    Moacir

    Posted by moacir galbero junior

    Gostar


  22. LinkedIn Groups
    Group: Rio de Janeiro In
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Oi Rose.
    Voce foi perfeita.
    Eu observo muito em minhas atividades, inclusive nas extra trabalho, que vaidades tornam as coisas muito complicadas.
    Muito sucesso para voce .
    LH

    Posted by Luiz Henrique Daiha

    Gostar


  23. LinkedIn Groups
    Group: Rio de Janeiro In
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Obrigada Luiz. Sucesso para todos nós.

    Posted by Rose Elizabeth Comenho

    Gostar


  24. LinkedIn Groups
    Group: Rio de Janeiro In
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Obrigado Rafael e Rose. Vocês possuem competências para trabalhar em Recursos Humanos. Bom Domingo a todos.

    Posted by Edson Damasio Mello

    Gostar


  25. LinkedIn Groups
    Group: Rio de Janeiro In
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    A colocação da Rose foi bem interessante quando ela diz o que fazer nas horas difíceis.
    Digo isso, pois já aconteceu comigo em um local que trabalhava onde o ambiente era pesado devido invejas, egos e ciumes (profissional e “relacionamento”). Então o que fiz foi, fazer cursos de coisas que eu gosto, mas relacionados a minha vida pessoal para desfocar um pouco do profissional. Eu sou formado em publicidade e faço pós em Marketing, mas fiz cursos rápidos de férias como: Astrologia, Numerologia, Shiatsu, Tarot, Reiki, participava de um grupo de corrida aqui na Lagoa (no Rj). Lia bastante lívros sobre vários assuntos ao por do Sol, mas nada ligado a trabalho. Isso me ajudou muito a tomar decisões, a me afastar da empresa e também de algumas pessoas. Mas claro que hoje em dia faço cursos voltados para minha área, até porque estou correndo atrás de uma boa empresa. O bom é que caso aconteça algo desse tipo novamente já sei muito bem como desfocar para me alinhar e ficar bem.

    Um abraço a todos, bom Domingo.

    Posted by Rafael Felisbino

    Gostar


  26. LinkedIn Groups
    Group: Rio de Janeiro In
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Obrigada Edson, mas não possuo formação na área de Recursos Humanos…ainda! Quem sabe um dia. Mas confesso que fui supervisora de uma grande equipe de vendas e coube a mim fazer a seleção dos candidatos e posterior treinamento. Foi uma experiência maravilhosa e obtive excelentes resultados tanto de metas como de harmonia e colaboração na equipe. E Rafael, é isso mesmo. O crescimento e a paz profissional devem ser sempre acompanhadas do crescimento e paz interior.
    Uma boa semana para todos.

    Posted by Rose Elizabeth Comenho

    Gostar


  27. LinkedIn Groups
    Group: Executivos Campinas
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Porque cada vez mais as pessoas se esquecem do ser em detrimento do ter e do status…

    Posted by Andréa Ortega (a_a_ortega@hotmail.com)

    Gostar


  28. LinkedIn Groups
    Group: GRUPO DE EXECUTIVOS DO BRASIL / BRAZIL
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Wow ! ! ! ! ! Que materia excelente….
    Muito boa mesmo. Tenho acompanhado varias posts mas esse foi excelente…

    Posted by cesp comunnity

    Gostar


  29. LinkedIn Grupos
    Grupo: Rio de Janeiro In
    Discussão: Felicidade no Trabalho

    na minha opinião, a Felicidade no trabalho é um somatório de um pouquinho do que cada um mencionou: trabalhar com o que gosta, trabalhar numa empresa em que seja valorizado e recompensado, ter amigos, trabalhar num ambiente saudável e prazeroso, sem regras “militares” e estar de bem com a vida, pois se seu lado pessoal não estiver bem, nada mais vai estar. Não adianta chegar no trabalho com mil problemas, que nem um salário fabuloso vai lhe proporcionar prazer, alegria…

    Publicado por Andressa Campos Poubel

    Gostar


  30. LinkedIn Groups
    Group: Gestão de Talentos e Inteligência Emocional via RH
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Olá Pablo, bom dia:
    De facto, eis uma questão pertinente. Talvez seja porque todos procuramos algo que nem conseguimos definir. Será que existe um conceito de felicidade, se sim, com certeza que será diferente de uns para os outros. E acima de tudo o segredo está, em aceitar o que a vida nos vai trazendo, sempre acreditando no melhor, no mais positivo, no mais construtivo.
    Acho pessoalmente que no dia em que nos deixarmos de focar exclusivamente em nós mesmos, algo se vai “mexer”. As respostas estão “dentro” de nós e não à nossa volta!

    Cumprimentos
    Maria Costa

    Posted by Maria Manuel Costa

    Gostar


  31. LinkedIn Grupos
    Grupo: Rio de Janeiro In
    Discussão: Felicidade no Trabalho

    Sozinho não é possível. Aumentar a percepção do mundo para além do umbigo é fundamental. Não há mais tempo para cada um de nós fazer percursos sozinhos, um de cada vez. É importante parar a competição burra e estressante e perceber-nos como uma unidade/humanidade em constante atualização.
    É necessário desejar ter espaço para viver NOVAS histórias. Por isso é importante encontrar, por exemplo, algum tipo de ação que permita um desapego das velhas histórias, para que estas possam ir, e deixar espaço para a vivência de novas histórias. É fundamental desapaixonar-se das histórias antigas, tanto as minhas como a dos outros. Liberar-se de nossas histórias nos permite liberar os outros das suas, assim como soltar as histórias dos outros nos libera das nossas. As garras congelam a vida. Abster-se de opinar, aconselhar, julgar é liberar o outro e liberar-se da história do outro. Um possível caminho para ser um pouco mais feliz.

    Publicado por Michel Robim

    Gostar


  32. LinkedIn Groups
    Group: Rh Automotive
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Porque da teoria à pratica existe um grande número de pessoas que interfere diretamente no processo, impedindo que essa tão almejada conquista estaja só na sua mão.

    Posted by Guilherme Sarzedas

    Gostar


  33. LinkedIn Grupos
    Grupo: Rio de Janeiro In
    Discussão: Felicidade no Trabalho

    Gostei muito do seu comentário Edson e concordo plenamente. Ajudar as pessoas nas suas dificuldades traz uma alegria de “missão cumprida” e nos faz pensar também sobre o papel que exercemos neste mundo. Não estamos aqui por acaso. Temos uma missão e só precisamos descobrir qual é. Sucesso pra você!

    Publicado por Eliane Martins

    Gostar


  34. LinkedIn Grupos
    Grupo: Rio de Janeiro In
    Discussão: Felicidade no Trabalho

    Obrigado Eliane. Sucesso pra você também. Conheço um puco de Manaus, o centro industrial, o encontro das águas e um puco da cultura regional acho muito interessante. Abraços.

    Publicado por Edson Damasio Mello

    Gostar


  35. LinkedIn Groups
    Group: GRUPO DE EXECUTIVOS DO BRASIL / BRAZIL
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Eu sou uma pessoa muito feliz com meu trabalho, trabalho fazendo o que gosto e tenho resultados. Amém!!!

    Posted by Ana Paula Romão

    Gostar


  36. LinkedIn Groups
    Group: GRUPO DE EXECUTIVOS DO BRASIL / BRAZIL
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Pablo,

    Em relação ao seu texto digo que é muito bom! E que temos que refletir sobre nosso trabalho, sobre nós mesmo e que temos que buscar a tranqüilidade. Sou filosofo de formação, administrador e economista de profissão.

    Pablo, a felicidade é um tema muito complexo e abordado por diversos filósofos em toda a literatura. Mas a um ponto comum entre eles e suas obras, é que “a felicidade começa dentro de nós é radiada para fora, através dos nossos desejos, sonhos, ideais, na intensidade como amamos, quanto é equilibrada nossa vida e como saciamos nossos desejos”.

    A felicidade no trabalho não é fazer o que nos mandam, mas fazer o que nos propusemos a fazer, é como interagimos no trabalho, com as pessoas, como nos relacionamos com o mundo em nossa volta. A felicidade é uma gama de emoções ou sentimentos que vai desde o contentamento ou satisfação até a alegria intensa ou júbilo. A felicidade tem ainda o significado de bem-estar ou paz interna. O oposto da felicidade é a tristeza. É difícil definir rigorosamente a felicidade e ainda mais difícil definir medidas desta. Sou feliz e segue parte de um texto que escrevi sobre a cidade que resolvemos morar para educar nosso filho, neste texto abordo o que aprendemos nos últimos 03 (três) anos e consequentemente mostra que estamos felizes.

    “Aprendemos que na cidade grande, você é mais um no meio de multidão, lá a solidariedade é coisa de cinema americano. Amigos você tem poucos, sobra dedos das mãos.
    Aprendemos também que as luzes da cidade grande encantam a juventude que em busca de seus sonhos e riqueza deixa algo mais precioso para trás “Família”. Aprendemos o valor de um sorriso, aprendemos a diminuir o ritmo dos nossos passos, aprendemos a ficar na varanda de casa e apreciar a vista de nossa cidade. Aprendemos que a simplicidade é a marca estampada no rosto das pessoas boas, mesmo que essas pessoas sejam de alto cargo do poder executivo e legislativo, ou também membro de uma das famílias mais abastadas de capital ou na simplicidade de um agricultor. Aqui conhecemos pessoas que jamais vamos esquecer.
    Aprendemos comer porco no tacho, frango caipira, saborear um carneiro, comer a melhor costela assada do Brasil.
    Aprendemos a valorizar a vida em família, nos momentos mais difíceis como nos mais tranqüilos, aprendemos que temos que ser generosos e justos.
    Aqui nosso filho tem a oportunidade de crescer de uma forma saudável, de jogar bola, buscar fruta no sitio, comer uma comida fresca, sujar o pé no barro, tomar banho de chuva, subir em um pé de fruta e se deliciar deste privilegio, jogar ps2 com o Pai, brincar com nosso cachorro Tião, andar de bicicleta na praça central de Apucarana, brincar de skate na pracinha, ir ao cinema em plena segunda-feira, andar no meio do trigo e tomar banho de mangueira.”

    Caro Pablo, as dificuldades do trabalho os conflitos a superação das metas foi tranqüila, pois em casa obtivemos a capacidade de descansar, conseqüentemente aprendemos que a felicidade no trabalho só é possível quando fazemos nossa parte e fazemos do ambiente de trabalho um local saudável, harmonioso e profissional.
    Parece idealismo, parece lúdico mas é o que as pessoas estão buscando.

    Abraços,
    Daniel Mota

    Posted by Daniel de Souza Mota

    Gostar


  37. LinkedIn Groups
    Group: GRUPO DE EXECUTIVOS DO BRASIL / BRAZIL
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Olhar pra trás e sentir que todo seu trabalho foi recompensado.olhar pra frente e enxergar um horizonte fabuloso.Isso é felicidade no trabalho.

    Posted by José Araújo Araújo

    Gostar


  38. LinkedIn Groups
    Group: GRUPO DE EXECUTIVOS DO BRASIL / BRAZIL
    Discussion: Felicidade no Trabalho

    Estou em fase de mudancas e neste ano passo a me dedicar daquilo que gosto de fazer e que me da prazer, assim creio que encontrarei a felicidade….

    Posted by cesp comunnity

    Gostar


  39. Uma das coisas que nos podem fazer felizes é ter com quem chorar, ter com quem cantar, ter com quem sorrir…ora esta é uma boa ajuda.

    Mas também nos faz feliz novos desafios, novos amigos, novas leituras, ao fim ao cabo, coisas novas
    Para não cairmos no que se pode chamar de sindroma Gabriela: eu nasci aqui, eu vivi aqui, eu morri aqui.

    .

    Gostar


  40. LinkedIn Groups
    Group: Negócios e Oportunidades em TI
    Discussion: Felicidade no Trabalho
    Com o mercado cada vez mais competitivo, a exigência de metas financeiras, tanto em vendas como redução de custos, e o quadro de colaboradores cada vez mais reduzido, poucas organizações hoje investem no crescimento de seus profissionais, não se preocupam com a saúde física e mental deixando de lado o fator humano, criando máquinas de carne e osso.

    Posted by Cristiano Garcia

    Gostar


  41. sabias palavras… gostei muito do artigo que também me fez lembrar de duas frases: 1) “Sucesso é conseguir o que você quer. Felicidade é querer o que você conseguiu” (Dr. Lair Ribeiro) e, 2) “Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.” (Gandhi). Bom, as mensagens e os mensageiros da VERDADE são muitos… basta-nos ter olhos de ver…

    Gostar


  42. LinkedIn Grupos
    Grupo: Robert Half Brasil: Mercado de Trabalho
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    @Pablo – é engraçado como isto que escreve a respeito da felicidade no trabalho está cada dia mais na imprensa, nas revistas de carreira…Enquanto professor tenho observado isto também dentro da sala de aula, nos intervalos quando um ou outro aluno nos procura para confidencializar algo da vida profissional. Agora, falando da faixa etária, observo que na graduação a preocupação quanto “a ser feliz no trabalho” não é tão exacerbada quanto nos alunos da pós…Acho que este tema dá IPOBE suficiente para desenvolver uma tese ;o)

    Publicado por: Anderson Carlos de Camargo

    Gostar


  43. LinkedIn Grupos
    Grupo: PROFISSIONAIS DE FINANÇAS – BRASIL +2000
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Paulo,
    Pesquise a intenção de rotatividade nesses jovens. Trata-se do preditor imediato do turnover,
    Abraço.

    Publicado por: Angelo Polizzi Filho

    Gostar


  44. LinkedIn Grupos
    Grupo: PROFISSIONAIS DE FINANÇAS – BRASIL +2000
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Expectativas além, muito além do que a dura realidade apresenta. Há solução ?
    Depende … Cada pessoa cria uma expectativa e isso precisa ser continuamente reavalida à luz dos fatos.

    Publicado por: Celso Curvello

    Gostar


  45. Tem Felicidade quem tem Sucesso e felicidade é quando o que você pensa, o que você diz, e o que você faz estão tudo em harmonia.

    Gostar


  46. LinkedIn Groups
    Group: SUCESSO SUSTENTADO: Qualidade, Gestão de Riscos e Responsabilidade Social
    Discussion: Felicidade no Trabalho
    Mas o trabalho não foi feito pra encontrar a felicidade. O trabalho segundo a Bíblia, foi criado como castigo. O bom ou aproveitável do trabalho é o dinheiro a ganhar e gastar.
    O resto é papo furado. O bom mesmo é estar numa borda de piscina ou na beira mar tomando uma geladinha.
    Não é á toa que se ouve muito expressões assim: “não vejo a hora de chegar a hora de encerrar o expediente” ou “ainda bem que amanhã é sábado”. Alguém já viu uma pessoa dizer: “Ainda bem que amanhã é segunda, dia de trabalho?”

    Posted by Arnaldo Costa

    Gostar


  47. LinkedIn Grupos
    Grupo: EXECUTIVOS DO INTERIOR PAULISTA
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Difícil de separar estatisticamente satisfação, bem estar e felicidade, por que felicidade é complexo demais, não acha?

    Publicado por: Robson Ribeiro

    Gostar


  48. LinkedIn Grupos
    Grupo: Microsoft .Net Developer Brasil
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Muitos ainda resolvem ingressar na área por causa de salário ou algumas boas oportunidades, nem todos seguem a área por que verdadeiramente gostam, mas os que realmente gostam tem que ser apoiados para não desanimar…

    Publicado por: Weslley Andrade

    Gostar


  49. LinkedIn Grupos
    Grupo: SAP Comunidade BRASIL
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Concordo plenamente. Eu tenho quase trinta anos de trabalho e adoro o que faço!!! O impulsiona e motiva são os desafios e coisas novas. Na área de TI isso é constante!!!

    Publicado por: Dora Spirandelli

    Gostar


  50. LinkedIn Grupos
    Grupo: Tecnologia da Informação
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    As pessoas de modo geral têm a necessidade de se sentirem importantes, profissionalmente é a mesma coisa, querem se sentir parte da empresa onde trabalham e não só mais um colaborador que pode ser facilmente substituído. Para que isso aconteça é importante que a conexão com seu funcionário não seja de mão única, do tipo, eu mando e você obedece, mas um diálogo, onde a opinião do funcionário é levada em consideração para a sua tomada de decisão. Outro erro que muitos empresários cometem é achar que salário é motivacional, a felicidade no trabalho nada tem a ver com isso, e sim com ambiente de trabalho, importância da função no objetivo da empresa, relação com o chefe e com outros colaboradores.

    O que fazemos aqui na empresa são reuniões mensais com cada colaborador, além de um método de avaliação com prêmios para o melhor funcionário. São pequenas atitudes que permitem que o colaborador exponha suas ideias com os proprietários, se sentindo realmente parte da empresa e de seus resultados, além de receber um feedback, visualizando como a empresa está vendo o funcionário e a evolução profissional do mesmo durante cada mês.

    O maior bem que temos em nossas empresas são os funcionários, por isso, invista nele, cuide da saúde dele, escute ele, seja sócio dele e com certeza todos só terão a ganhar!

    Publicado por: Marcelo Zucareli

    Gostar


  51. LinkedIn Grupos
    Grupo: Business & Jobs BRASIL
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Pablo,concordo com voce a geração de hoje dificilmente está contente com o trabalho,acho que o maior culpado de tudo isto pode ser a forma como estão sendo supervalorizados os profissionais de hoje que não são diferentes dos profissionais das gerações anteriores cada qual em eseu tempo.Acho isto um risco muito grande,pois cada vez mais o mercado está sendo colocado na mão de profissionais que tem valores altíssimos para sua pouca idade,porém faltam-lhes bagagem para segurar o fardo pesado,a responsabilidade.Vejo pessoas taletosas,com bons salários e com carreira promissora e nas primeiras vezes em que é barrado em um projeto já começa a se tornar”infeliz”,pergunto com todas as necessidades da piramide atendidas por que “infeliz”?E aí o profissional pega sua malinha e as empresas tem que começar tudo de novo,sou de uma outra geração,acho que até posso estar errado mas prefiro as pessoas em que posso acreditar que brigarão junto comigo até o fim.Não tive intenção de criticar nenhuma geração,muito ao contrário gosto de trabalhar com jovens,desenvolvem muito rápido e tem o direito de procurar o melhor para si, mas acho que o mercado precisa fazê-los valorizar um pouco mais as oportunidades oferecidas.

    Publicado por: Francisco Carlos Luquiari

    Gostar


  52. LinkedIn Grupos
    Grupo: Linked:HR Brasil
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Oi Pablo! Abordaste muito bem e amplamente. A responsabilidade pela Felicidade está dividida. Os líderes precisam criar ambientes e desenvolver as pessoas, não somente pela retenção de talentos e atingimento de objetivos, mas como também pela produtividade e alegria de ser vencedor. As pessoas precisam avaliar o seu momento na vida e plano de carreira, por elas projetado, de forma a saber quando buscar um novo desafio. Frustrações e derrotas no dia-a-dia podem ocorrer; das derrotas vem o aprendizado para a vitória no momento seguinte e a resiliência é algo que precisamos ter. Devemos manter sempre o foco na nossa missão de vida. A Felicidade é consequência.

    Publicado por: Flávio Sperotto

    Gostar


  53. LinkedIn Grupos
    Grupo: EXECUTIVOS DO INTERIOR PAULISTA
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    “Sua profissão não é aquilo que traz para casa o seu salário. Sua profissão é aquilo que foi colocado na Terra para você fazer com tal paixão e tal intensidade que se torna chamamento espiritual.” (Vincent van Gogh)

    Publicado por: Eduardo Lordello

    Gostar


  54. LinkedIn Grupos
    Grupo: >>> P.R.O.J.E.T.I.Z.A.D.O <<<
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    De fato já ouvi uma pesquisa nestes moldes…..até mesmo lá no topo, executivos com altissimos salários se dizem infelizes e que estavam ali pelo dinheiro e não pela empresa ou função desempenhada, pois nem atuavm no que gostariam.

    Publicado por: João Alves de Barros

    Gostar


  55. LinkedIn Groups
    Group: Liderança Consciente no Setor Farmacêutico
    Discussion: Felicidade no Trabalho
    Muito legal o artigo Pablo. Concordo que tem fatores externos, mas também o fator pessoal tem grande peso e importância! Se for uma questão interna pessoal, temos que trabalhar isso, porém se for uma questão externa, como a própria empresa ou tipo de trabalhe exercido, então temos que mudar e buscar o que se enquadra melhor ao nosso perfil,

    Posted by Ricardo Garé

    Gostar


  56. LinkedIn Grupos
    Grupo: TI Especialistas – Brasil
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Pablo, interessante esta questão levantada. Pela foto dá para perceber que sou daquela época em que começávamos a trabalhar e na maioria esmagadora das vezes vestíamos a camisa da empresa. Caramba, há quanto etmpo não se utiliza esta expressão “vestir a camisa da empresa”. Mas até estas (as empresas) mudaram em muito sua abordagem relativamente aos profissionais colaboradores. Já vai longe o tempo em que a maioria de seu profissionais estava colocada exatamente numa área alinhada com seu perfil profissional. Pelo menos foi isso que observei em muitas empresas. Mas o mundo dos negócios com suas crises, seus altos e baixos, e as disputas cada vez mais acirradas em busca do sucesso, do market share acabou distorcendo a forma com que as coisas passaram a ser vistas. e nesta hora o fazer aquilo que gosta ou aquilo que sabe fazer deixou de ser prioridade, de ter importãncia e perdeu o foco. Com isso, os próprios profissionais ou colaboradores passaram a sentir esta mudanaça, este choque, e passaram a desenhar para si uma trajetória diferente. Acho super coerente esta postura ou reação atual por parte dos jovens. Não é uma questão de eu concordar ou não com esta postura. Não é uma questão de dizer se eu procedo ou procederia assim, É minha observação do que são as empresas e organizações atualmente, como tocam seus negócios, de que forma observam e administram seus recursos de pessoal, as perspectivas que traçam ou desenham para eles, as mensagens que fazem chegar ao seu conhecimento, etc, etc. Então, eles atuam e encaram suas carreiras de forma bem mais prática e objetiva, com uma visão bem mais de curto prazo e a partir daí traçam suas estratégias pessoais. Surge então a seguinte pergunta por parte dos jovens: Por que vou vestir a camisa se não existe a contra-partida em termos de tratamento, de reconhecimento, de direcionamento ?
    Devo destacar aqui que trabalho com muitos dels, com idade de serem meus filhos e sem dúvida existem jovens brilhantes, brilhantes mesmo. E, curioso, o advento da microinformática (será que ainda podemos falar assim?) e a sua assutadora evolução fez surgir uma legião de jovens que já traz no sangue o teclado, o mouse, o clicar aqui e alí, o arrastar, o copiar e colar.
    Quem sabe se comesta mesma agilidade e velocidade eles avaliam e tomam as decsiões sobre a felicidade ou não e a sua busca em outros logos ou bandeiras ?
    Garotada genial !!!
    Um abraço a todos. Rui Natal

    Publicado por: Rui Natal

    Gostar


  57. LinkedIn Grupos
    Grupo: BRASIL IN BUSINESS: Council of Executives and Professionals – Empregos Oportunidades Jobs ®
    Discussão: O Que Fazer Quando Você Detesta O Seu Trabalho
    Xará. e demais participantes.

    Lá vamos nós.
    Há um livro básico – “O acaso e a necessidade”,onde o autor discorre sobre a evolução,como ela aconteçe,emuitas vezes,a adaptação vempor mero acaso da natureza.
    Penso que,algumas situações,quando estamos nos sentindo mal,devemos nos readaptar,seguir adiante,na busca por algo,ou esperar que o acaso nos encontre?
    Em outras palavras = como bem colocou Mr. Jo Achin,creio no ” No Pain,No gain”,deve-se sim analisar e correr os riscos de uma nova empreitada.Estou nesta fase,ainda com “Pain”,mas estou certo do “Gain”.
    Em Manaus,conversando com um amigo,ele aconselhou-me – “Edu,o Roberto Marinho começou a Rede Globo aos 50 e viveu até os 100 pra ver no que deu”.
    Não imagino construindo um imperio,mas,a alegria de mudar,de tentar,esta estou sentindo.
    Abs,

    Publicado por: Eduardo Lordello

    Gostar


  58. LinkedIn Grupos
    Grupo: Ética – Profissionais Éticos
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Pablo,

    Belo tema.

    Mas , como citado , felicidade é fator de fórum intimo.
    O meio só nos oferece estímulos.

    Roberto Shinyashiki repete a frase : ” Não podemos condicionar a felicidade. ”

    Felicidade não é o destino, mas, a jornada.

    No caso de trabalho, temos uns pontos interessantes:

    Alinhamento de expectativas
    Ambiente
    Pressões
    Reconhecimento
    Etc…

    Os jovens ainda desinformados talvez se frustem um pouco mais.

    Sempre digo aos meus filhos , se vc acha teu professor chato , espere até conhecer teu chefe !

    Com o tempo – viva meus cabelos grisalhos ! – vc descobre as regras do jogo e o que vc gosta ou não.

    E aqui a fórmula do sucesso: Fazer o que gosta e gostar do que faz.

    Washington Olivetto respondeu numa entrevista que trabalha 18 horas por dia.
    Qndo perguntaram que horas ele se divertia ele riu… ” O tempo todo ” foi a resposta !

    Aí dizem, mas tbm com o que ele ganha, até eu !

    Mas , não é uma questão de dinheiro.
    Felicidade não se compra.
    Se assim o fosse nenhum rico teria depressão , suícidio, etc..

    Os atuais milionários do futebol , via de regra começam jogando em times de várzea.
    E qndo mal remunerados , não fazem gol contra !
    Eles jogam ainda mais para serem descobertos por algum olheiro.

    Felicidade é gostar de sí , do que faz e de quem está contigo. O resto é periférico.

    Publicado por: Ricardo Cunha

    Gostar


  59. LinkedIn Grupos
    Grupo: Novos Planos – Empregos e Vagas Vip
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Sabias e simples palavras, é sempre bom le e lembrar que a felicidade no trabalho depende de nos mesmos.

    Publicado por: Itianne Silveira

    Gostar


  60. LinkedIn Grupos
    Grupo: PROFISSIONAIS DE FINANÇAS – BRASIL +2000
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Pablo, Gostei muito do texto!!
    E como pode né, os mais jovens estarem sempre mais insatisfeitos, acredito que seja o amadurecimento que nos traga a felicidade, como você escreveu no texto é uma questão de poder e não de querer e esse entendimento vem como o tempo.
    Passei por uma experiência dessas a pouco, como todo jovem apressado QUERENDO a tão famosa ascensão profissional e não pensei no que preciso ainda fazer para me preparar para alcançar o que desejo. Devemos trabalhar com amor e nos preparar para o que queremos e não apenas esperar que as coisas aconteçam com o tempo.
    Se ainda não está como o desejado é porque falta fazer algo diferente para que as coisas mudem.

    Abraços.

    Publicado por: Élida Pinto

    Gostar


  61. LinkedIn Grupos
    Grupo: Ética – Profissionais Éticos
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    E aqui a fórmula do sucesso: Fazer o que gosta e gostar do que faz.

    Esta ai a frase que resume tudo de um bom profissional..
    não adianta termos ideias e ou paradigimas a serem quebrados, temos sim é que olhar mos para dentro de nós mesmos e encontrar mos esta formula de gostar do que se faz e fazer o que se gosta. ponto . tenho dito !

    Publicado por: Wilson Silveira

    Gostar


  62. LinkedIn Grupos
    Grupo: Networking São Paulo
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Muito legal o artigo Pablo. Concordo que tem fatores externos, mas também o fator pessoal tem grande peso e importância! Se for uma questão interna pessoal, temos que trabalhar isso, porém se for uma questão externa, como a própria empresa ou tipo de trabalhe exercido, então temos que mudar e buscar o que se enquadra melhor ao nosso perfil,

    Publicado por: Ricardo Garé

    Gostar


  63. LinkedIn Grupos
    Grupo: Business & Jobs BRASIL
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Quando estamos empregados não estamos felizes por vários fatores, mas a maior infelicidade é não estar empregado….isso deprime e enlouquece…

    Publicado por: Wagner B. Ferreira

    Gostar


  64. LinkedIn Groups
    Group: SUCESSO SUSTENTADO: Qualidade, Gestão de Riscos e Responsabilidade Social
    Discussion: Felicidade no Trabalho
    A pesar das irónicas teses “criacionistas”, a felicidade no trabalho é uma das mais importantes premisas para a Qualidade e a satisfação de clientes internos e externos, ou seja os seres humanos que dependem de nosso trabalho para viver ou fazer o trabalho deles.
    O fato de existir uma grande massa de trabalhadores infelizes inclusive por causa do trabalho e seu ambiente, pode estar explicando a ausência da verdadeira cultura da qualidade na nossa sociedade, o primitivismo do mercado com grande parte das empresas que estão ai, e a freqüente tendência à falta de Qualidade, que redunda em destrato a clientes, cidadãos, funcionários, etc.

    Posted by Augusto Dueñas

    Gostar


  65. LinkedIn Grupos
    Grupo: EAESP-FGV ALUMNI
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Muito bom material….A melhor maneira de medirmos a felicidade no trabalho é analisar o sentimento que temos ao tocar do despertador…se nos sentirmos como se tivessemos uma bola de ferro amarrada à cama então é hora de mudar. seja de empresa ou mesmo de profissão. Esse é um sintoma inequivoco de infelicidade no trabalho.

    Publicado por: Fernando Paiva

    Gostar


  66. LinkedIn Grupos
    Grupo: Setor Elétrico Brasileiro
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Obrigada…

    Publicado por: Audrey Luz

    Gostar


  67. LinkedIn Grupos
    Grupo: Microsoft .Net Developer Brasil
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    A área de TI é sim muito interessante, não só pelo aspecto financeiro mas também pelas grandes oportunidades de criar algo novo. Diferente de outras áreas como medicina ou engenharia você consegue implementar uma nova tecnologia com poucos recursos. O que desanima muitas vezes até mesmos os mais entusiastas da área, é que raramente TI é o Core das empresas, apesar de todas as políticas de qualidade, a parte tecnológica é posta em segundo plano. Algo que poderia realmente oferecer um grande ganho de performance e uma nova experiência para o usuário final é substituido por uma solução paliativa de rápido desenvolvimento e tecnologicamente ultrapassado, muito por conta pressões políticas e estratégicas.

    Publicado por: Fernando Cassiano

    Gostar


  68. LinkedIn Grupos
    Grupo: Gestão por Competências
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Como de costume os seus artigos são de grande valia.
    Posso afirmar que não faço parte dos profissionais infelizes, tenho uma pixão muito grande pelo que faço (na verdade já é amor, pois a fase da paixão já passou, rsrsrs). Não alcancei ainda o patamar finnceiro que almejo, porém isto não tem limitado minha felicidade profissional. Tenho sonhos e anseios e batalho muito para alcançá-los e isto tem sido muito estimulante. Acredito no trabalho como um legado, creio que através do meu trabalho muitas pessoas podem ser atingidas positivamente e não haverá dinheiro no mundo que pague por esta satisfação. Meu trabalho é muito mais que um trabalho, é um ideal de vida.

    Publicado por: Renato Vasconcelos Jorge

    Gostar


  69. LinkedIn Grupos
    Grupo: A Indústria Automobilística Brasileira
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Pablo, esta estística é emblemática e há vários motivos para isso. Comprovadamente os jovens de hove são mais imediatistas e querem subir rápido na hierarquia das empresas. Também é sabido que a geração com menos de 35 anos tem dificuldade em aceitar a autoridade de seus superiores porque foram muito mimados pelos pais. Para completar o quadro de insatisfação, as empresas reduziram níveis hierárquicos e atualmente não existe mais a ilusão de fazer carreira em uma empresa trabalhando por dez ou vinte anos na mesma corporação como havia no passado. A combinação destes fatores resultou em uma alta rotatividade de mão-de-obra, estimulada por empresas de outplacement que incentivam os jovens a não ficarem mais de quatro anos na mesma empresa sob pena de ficarem desinteressantes ao mercado de trabalho. Não vejo como mudar esta realidade pois nada corrobora para isso. O discurso das empreasas e dos profissionais é muito distante do que se vê na vida real corporativa a ponto de existirem até séries de TV que mostram com sarcasmo a situação. No fundo isso é conseqüência de uma crise de valores que atinge nossa sociedade como um todo.

    Publicado por: Paulo Penteado da Silva Prado

    Gostar


  70. LinkedIn Grupos
    Grupo: Rh Automotive
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Bom dia!

    Fazer o que realmente gosta sempre é a melhor saída… Estou em busca da minha.

    Att.
    Tatiane

    Publicado por: Tatiane Siqueira

    Gostar


  71. LinkedIn Groups
    Group: SUCESSO SUSTENTADO: Qualidade, Gestão de Riscos e Responsabilidade Social
    Discussion: Felicidade no Trabalho
    Acredito em felicidade no trabalho, e tb que contribui para com a produtividade e qualidade. Já está na hora de mudarmos nossos conceitos e tratarmos nossos colaboradores como cidadãos com as mesmas necessidades que as nossas, a auto-realização tem que vir de cima pra baixo.

    Posted by Edineusa Nunes de Magalhães

    Gostar


  72. LinkedIn Grupos
    Grupo: Unesp – Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Acredito que seja isto mesmo ou até mais.. mas.. acredito que as pessoas fazem escolhas e depois não aceitam o resultado destas escolhas. creio ser este o principal problema. se escolho ganhar mais dinheiro, tenho que ver se é isto que quero…..

    Publicado por: bibvet UNESP araçatuba

    Gostar


  73. Realmente Pablo, a felicidade é uma questão interna do ser humano, não só no trabalho, mas nas questões da VIDA.

    Apenas a getne pode tomar as decisões que direcionarão nossa carreira para um caminho de sucesso.

    Ótimo texto, inspirador e inteligente.

    Gostar


  74. LinkedIn Grupos
    Grupo: Unesp – Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Acho que o problema não é a escolha e sim a frustração de expectativas. Muitos dos que entram na força produtiva tem expectativa de grandes salários e recompensas, o que acontece com uma minoria muito pequena. Essa expectativa gera frustração, que aos poucos vai sendo absorvida e compreendida a realidade do mercado, levando a ter mais pessoas felizes após os 35 anos de idade. I

    Publicado por: Aleardo Manacero

    Gostar


  75. LinkedIn Grupos
    Grupo: Linked:HR Brasil
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Mas, pessoal, claro que o trabalho não traz felicidade (pelo menos não para os trabalhadores) por uma razão muito simples: não foi “inventado” com este objetivo. Pense numa coisa: se o trabalho fosse uma coisa tão maravilhosa, você não pediria dinheiro, ao contrario, vc pagaria por fazê-lo.

    Escrevi e dediquei meu livro “High-Tech Planet” a este tema, podem ler (em inglês) is primeiros capitulos aqui, na Amazon: http://amzn.to/czf0qw

    Publicado por: Ahmed Limam

    Gostar


  76. A felicidade é um estado de espírito.

    Estar feliz no trabalho depende de alguns fatores como: vocação, bem-estar, ambiente de trabalho tranquilo, bom relacionamento e principalmente tempo para o lazer.

    Gostar


  77. Muito bom. Se as pessoas pensassem, sobretudo, no seu crescimento pessoal além do profissional, com certeza, o clima organizacional seria melhor.
    Aliás, esse mundo louco que vivemos no momento seria melhor… estamos na era da comunicação, em que o tempo passa (ou temos a impressão) numa velocidade absurda. Estive pensando…as crianças não percebem o tempo passar, mas por que será? Simplesmente porque vivem!
    Abraços.

    Gostar


  78. Paulo, concordo plenamente com os seus argumentos, mas a nossa realidade pode ser mudada e cabe a nós mudarmos para torná-la melhor. Acho que somada aos problemas que citou, está a individualidade que impera, principalmente na atualidade, andando junta com o imediatismo, impedindo com que as pessoas se unam em prol de um ideal que poderia convergir numa melhoria para todos.
    Abraços
    Fernanda Sousa

    Gostar


  79. LinkedIn Groups
    Group: SUCESSO SUSTENTADO: Qualidade, Gestão de Riscos e Responsabilidade Social
    Discussion: Felicidade no Trabalho
    As pessoas continuam pensando emutopias como, por exemplo, felicidade no trabalho. Há aqueles que dizem acreditar nessa felicidade esperando por iniciativas dos dirigentes. Quanta ingenuidade! E aqueles que aceitam a denominação de “colaboradores” para empregados aí vai uma sugestão: basta ver como os dirigentes em geral tratam os seus chamados “colaboradores” no horário do almoço. Procurem saber quantas empresas destinam ambiente condigno para os seus “colaboradores” fazerem refeições e descansarem. Só alcançaremos felicidade no trabalho no dia em que os trabalhadores (e não falo de partidos nem de sindicatos) se organizarem visando conquistar o equilíbrio entre a força de trabalho e os lucros dos empregadores. O resto é perfumaria!

    Posted by Arnaldo Costa

    Gostar


  80. LinkedIn Groups
    Group: SUCESSO SUSTENTADO: Qualidade, Gestão de Riscos e Responsabilidade Social
    Discussion: Felicidade no Trabalho
    Ainda há muitas razões para acreditar que os bons são a maioria…..pode até ser uma questão de ingenuidade, mas com a participação de todos os envolvidos no sitema, acredito que possamos sair da utopia. Como tb acredito q muitas empresas já conseguiram atingir este alvo.

    Posted by Edineusa Nunes de Magalhães

    Gostar


  81. LinkedIn Grupos
    Grupo: PROFISSIONAIS DE FINANÇAS – BRASIL +2000
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Eu sou uma exceçao. Fui em cerca de 25 dinamicas e sou infeliz por nao ter trabalho! ahhahahahahahhahahahahahahahhaha. Devia jogar aquele diploma da USP no lixo…nem sei porque eu pedi outro e gastei 200 reais depois de perde-lo.hehehheheheh.

    Publicado por: Vinicius Giannelli

    Gostar


  82. LinkedIn Grupos
    Grupo: Business & Jobs BRASIL
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    O diabo sabe mais pela idade do que pelo fato de ser diabo…

    Publicado por: MENACHE GLICENSTAJN

    Gostar


  83. LinkedIn Grupos
    Grupo: Universo RH
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Adorei , deveriamos realmente ser feliz no trabalho, pois nós mesmo fomos buscar isso. Ea felicidade esta dentro de nós ……

    Publicado por: Karina Aparecida

    Gostar


  84. LinkedIn Grupos
    Grupo: Exame
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    A felicidade é intrínsica e cada um busca sua própria motivação, no ambiente de trabalho fica evidente essa situação, autoconhecimento ajuda a filtrar suas escolhas.

    Publicado por: Marcia Dias de Oliveira

    Gostar


  85. LinkedIn Grupos
    Grupo: Linked:HR Brasil
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    “Quem sabe o que o mundo esta pensando?” A pergunta é simples mas ninguém sabia a resposta. Por isto foi criado um projeto monstruoso se chama “World Poll”. Neste “World Poll” milhões e milhões de pessoas em mais do que 100 países foram entrevistados justamente para descobrir o que o mundo esta pensando e o que o mundo esta querendo. E a melhor descoberta desse projeto é o conhecimento que o mundo inteiro quer um bom trabalho. Isto já pode dar uma indicação que trabalho pode trazer felicidade.

    Mas felicidade é um termo muito subjetivo. O que é felicidade para você pode ser uma outra coisa para uma outra pessoa. Talvez podemos substituir a palavra “felicidade” com a palavra “bem-estar”? Ciência moderna usa cinco grupos de “bem-estar” para investigar se pessoas estão indo bem na vida ou não. Esses cinco grupos são:
    • Bem-estar na sua carreira ou seja como você gosta o que você esta fazendo todos os dias
    • Bem-estar nos seus relacionamentos
    • Bem-estar nas suas finanças
    • Bem-estar na sua saúde
    • Bem estar na sua comunidade
    A empresa onde você trabalha tem muitas possibilidades para influenciar todos esses cinco grupos. Você realmente gosta o que você faz no trabalho? Você tem boas relacionamentos no trabalho? Você sente segurança para seu lugar no trabalho e não se precisa preocupar com seu salário? Você recebe comida saudável no trabalho e talvez a sua empresa incentiva você para prática esportes? A empresa (com suas funcionários) dar benefícios de volta para a comunidade? Todo isto são exemplos como uma empresa pode ajudar o “bem-estar” dos seus funcionários. Se uma empresa ajude o “bem-estar” dos seus funcionários ela vai transformar funcionários comuns em funcionários comprometidos. E a ciência moderna descobriu se a única coisa uma empresa faz diferente é tornar seus funcionários em funcionários comprometidos tem uma grande chance que os resultados financeiros da empresa crescem até 70%.

    Por isto é obvio para mim que seu trabalho pode trazer “felicidade” e este “felicidade” vai se tornar em melhores resultados financeiro para a empresa.

    Publicado por: Florian Pass

    Gostar


  86. LinkedIn Grupos
    Grupo: Unesp – Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Bem lembrado Aleardo, a gente acaba tendo muitas expectativas e elas normalmente não acontecem….

    Publicado por: bibvet UNESP araçatuba

    Gostar


  87. LinkedIn Grupos
    Grupo: Linked:HR Brasil
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Passamos bom tempo das nossas vidas em um ambiente de trabalho, então é importante que a pessoa esteja feliz neste ambiente. A satisfação no trabalho, o bem-estar, o lazer, e um bom relacionamento com a família e demais semelhantes, constituem-se em fatores essenciais para a felicidade do homem.

    Publicado por: Lindamar Rosene Brasil

    Gostar


  88. LinkedIn Grupos
    Grupo: Oportunidades no Varejo – Brasil
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Paulo, por nossa ótica seu comentário é pertinente. Este quadro é agravado pela rápido e precoce desgate ao que profissional e empresa são expostos logo nos primeiros dias de trabalho.

    Publicado por: Dassgro Headhunters

    Gostar


  89. LinkedIn Grupos
    Grupo: Linked:HR Brasil
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Eu conheço uma pesquisa onde se perguntou a trainees no Mexico, nos EUA e no Brasil o que mais os motivava no trabalho. Dinheiro era um motivador universal, em seguida tínhamos: no Mexico o status que a inserção no trabalho & empresa podia gerar. Os trainees estavam interessados em questões como o título de sua posição, o direito a estacionar seu carro dentro do estacionamento da empresa, a localização da sua baia, etc. Nos EUA o que motivava era o “empowerment”, ou seja, os trainees queriam saber quanto do seu trabalho podiam decidir sozinhos, sem ter que pedir autorização. No Brasil era a felicidade no trabalho, a chance de se sentir “bem”. E diziam: “trabalho é meio de vida, não de morte”. Infelizmente nunca consegui acesso a essa pesquisa, mas o resultado é inteiramente de acordo com o que eu vejo nos meus treinamentos interculturais. Para o brasileiro, ser “feliz” no trabalho é fundamental!

    Publicado por: Lucy Linhares

    Gostar


  90. LinkedIn Grupos
    Grupo: Linked:HR Brasil
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    http://www.newton.freitas.nom.br/artigos.asp?cod=321 Esse artigo de newton Freitas confirma a importância de um ambiente de trabalho feliz.
    Hoje o problema da depressão ocorre muitas vezes por causa da pressão psicológica que muitos funcionários passam no trabalho.
    Então qualidade no ambiente de trabalho é salutar.

    Publicado por: Lindamar Rosene Brasil

    Gostar


  91. LinkedIn Grupos
    Grupo: Business & Jobs BRASIL
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Meus Caros,
    A vida é Arte, se não somos artistas, nunca viveremos o bastante para ver o próximo CAPITULO…

    Publicado por: Amelia Neves

    Gostar


  92. LinkedIn Grupos
    Grupo: Business & Jobs BRASIL
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Quando os sonhos nao se realiza as pessoas se frustam.
    Estão trabalhando para realizar o sonho do patrão. E os seus?

    Publicado por: Daniel Dias, ITILv3, ISO27002 Advanced

    Gostar


  93. LinkedIn Grupos
    Grupo: Universo RH
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Muito bom artigo. Mas, como o próprio autor salienta, a questão da felicidade parece depender muito mais da postura pessoal do que das políticas da empresa. Talvez, o fato de a maioria dos “descontentes” estarem nas faixas etárias mais baixas, sinalize uma natural inquietação da juventude, que está sempre a buscar o novo a partir desta posição de “aparente” desequilíbrio. Neste sentido, não creio que o resultado surpreenda.

    Publicado por: Wagner Pina Stoffel

    Gostar


  94. LinkedIn Grupos
    Grupo: Business & Jobs BRASIL
    Discussão: Felicidade no Trabalho
    Boa Francisco.

    Publicado por: João Carlos JCM

    Gostar


  95. A felicidade está dentro das pessoas, não acha, quem realmente não quer.
    Dar valor as coisas simples da vida é um grande passo inicial.

    Abraços

    Gostar


  96. Reblogged this on Room 4D – Soluções em Desenvolvimento and commented:

    Saiu na semana passada no Brasil Econômico “Felicidade é bem estratégico na carreira de executvos de sucesso”. O artigo me remeteu ao post que publiquei há algum tempo cujo título é “Felicidade no Trabalho” e onde faço uma pergunta chave: Como você lida com a possibilidade de ser feliz no trabalho? Mergulhe nele novamente e faça uma profunda reflexão sobre o tema…

    Gostar


  97. Obrigado por reapresentar o artigo, eu o li com muita atenção e carinho – Espero que possa melhorar continuamente o ambiente em que trabalho buscando a essencia da Felicidade no Trabalho.
    []’s Marcelo

    Gostar



Expresse sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: