h1

E agora? O CEO encontrou um erro crucial na minha apresentação!

Março 7, 2011

CENÁRIO: Você elaborou a apresentação perfeita. Agora está frente a frente com um grupo que efetivamente toma decisões, incluindo o CEO. Você projeta um slide chave, mostrando a principal razão pela qual eles devem fechar o negócio, e no powerpoint está escrito:

Estoque Médio Atual: 60 dias
Média Com Nossa Solução: 10 dias

O CEO olha para o slide por um momento e se manifesta: “Não sei quem lhe disse que nosso estoque médio é de 60 dias. Isso está profundamente errado.” Na realidade este dado veio do Fred, seu contato inicial, o cara que abriu as portas para você poder realizar esta apresentação. O que você faz nesta hora? 

Clique aqui para checar qual seria sua melhor resposta

Anúncios

19 comentários

  1. Felizmente não daria nenhuma das respostas acima. Simplismente, porque?

    Resposta numero 1: Demosntra que não conferiu nenhum dado repassado a você, quando o correto era fazé-lo;

    Resposta número 2: Falta de profissionalismo. Porque se o número não é correto, os resultados também seriam diferentes. Então, qual o impacto disso. É necessário novo estudo;

    Resposta número 3: Se fizer isso, qual a desculpa que irá dar em seguida se o CEO lhe pedir para buscar o slaid correto. Pense nisso!;

    Resposta número 4: Se você não conferiu os dados passados a você. Não afirme certeza. Pode se envergonhar se lhe pedirem sua fonte.

    Bom! A resposnta mais adequada seria reconhecer o erro. Como por exemplo: …”Irei rever os dados imediatamente, e se realmente eu estiver enganado minha equipe e eu iremos checar o impacto da informação no resultado final do fechamento do negócio. Isso é necessário para garantir o bom fechamento do mesmo”….

    Dessa forma você garantirá que o negócio poderá ser feito da melhor e mais segura maneira possível. Pois, precipitações levam a decisões prematuras e erroneas. O correto mesmo é checar as informações antes de repassá-las.

    Adailton Rodrigues

    Gostar


  2. O Adailton está correto. A melhor resposta é a que ele sugere. Reconhecer o erro. Administrar o erro também é tarefa do bom executivo. Trabalhar em equipe não é detonar o colega, mesmo que ele tenha lhe passado uma informação errada. Um cenário ruim para o CEO é quando os executivos embaixo dele não se entendem ou não se dão bem. O CEO consciente deve fomentar que os executivos debaixo dele, se suportem mutuamente. Além do mais, será que o seu CEO nunca errou? Nunca apresentou nenhum dado errado em uma apresentação corporativa? Todos erram. Quem não erra, não chega a CEO. Só erra quem faz. Contudo, deve-se aprender com o erro e não repetí-lo. Eu acredito muito mais naquele que assume o erro, do que naquele que diz que na sua área não há nada de errado.

    Gostar


  3. Concordo com a resposta do Adailton.
    Culpar alguém, mostrar-se bobo, passar a batata ou subir “nos tamancos” não leva a nada. Reconhecer o erro é essencial, com os erros aprendemos que algo deverá ser repensado e melhorado.
    Parabéns ao tópico e ao blog.

    Gostar


  4. Parto sempre do princípio de que “só não erra quem não faz”. Entretanto, é extremamente importante revisar exaustivamente, inclusive por alguém de sua confiança. É claro que para um profissional confiante, a posição é sempre admitir imediatamente o seu erro. Assim, se você não tem costume de errar, o lapso será entendido e minimizado.

    Gostar


  5. Nenhuma das respostas acima pelo mesmo motivos que os colegas relataram, acho que admitir o erro seria mais profissional! Mas tem uma coisa, se a apresentação é perfeita não há erros, não é verdade?
    Uma coisa que aprendi, qualquer trabalho que será ou não apresentado, ainda mais se for apresentado, deverá ser revisto muitas vezes, os dados estatísticos deverão ser checados e deverá ter uma fonte muito boa, por exemplo, a fonte do Fred, mesmo se fosse o cara que cuidava do estoque, não é uma fonte tão legal e incontestável, agora, se for uma fonte oficial, por exemplo, dados coletados do sistema, da contabilidade que é oficial, esses, mesmo que tiver errado, não tem muito o que questionar, afinal, é um dado oficial.

    Gostar


  6. Ao preparar uma apresentação, precisa estar preparado e saber se os dados contidos na apresentação estão 100% corretos, com a real situação a ser exposta, para que não ser pego de surpresa e ficar em uma situação difícil e constrangedora.

    Gostar


  7. No meu ponto de vista a honestidade é a melhor solução, portanto não voto em nenhuma das opções acima. Primeiramente, acredito que uma apresentação deve ser revisada previamente para tentar minimizar erros ao máximo. Mas se mesmo após as revisões, o erro ocorreu, eu penso que a melhor opção é ser sincero assumindo o erro, pedindo desculpas e se colocando totalmente a disposição em solucioná-lo o mais rápido possível e assim o time pode tomar a decisão assertiva. Essa atitude demonstrará que você é um profissional confiável…e o erro será perdoado! Honestidade acima de tudo!
    Cristiane Cegalla

    Gostar


  8. Diga que errou, a honestidade/sinceridade não tem preço.

    Gostar


  9. Se a apresentação é ‘perfeita’, porque existe o erro? Nesse caso a pessoa que passou os dados não é tão confiável assim. Mas jogar a culpa na pessoa que passou os dados além de ser anti-ético é também de uma ingratidão atroz. Então a melhor coisa é assumir o erro mas não diretamente, por exemplo: ‘Uma última revisão dos dados já está programada(e deveria estar mesmo), então antes de enviar a proposta, todos os dados serão revistos’. Penso que essa deveria ser a resposta.

    Gostar


  10. mas que tatica 5 se aparece apenas respostas de 1 a 4?

    Gostar


  11. Meu Deus!!!

    Tanto estão comentando sobre revisões de textos da situação acima mas alguns que pedem nem sequer revisam os seus textos antes de postarem os comentários. São tantos os erros grotescos de português. “Assaltaram a gramática”, como diz os “Paralamas do Sucesso”

    Por favor, revisem os textos!!!!

    Gostar


  12. Realmente a melhor saída é reconhecer o erro. Você nunca terá benefício jogando a responsabilidade pra outra pessoa, ainda que essa outra pessoa seja realmente o responsável. A criatividade, a ética e a honestidade devem se sobressair neste momento.

    Gostar


  13. É um erro fatal, ir para uma apresentação sem conferir os dados. Melhor ainda é fazer a apresentação e pedir para outra pessoa da equipe conferir.
    Mas no caso acima, onde o leite já derramou, acredito que o melhor é assumir o erro e procurar levantar os dados corretos para o fechamento ou não, do negócio.

    Gostar


  14. Admitir o erro, independente de onde este tenha ocorrido.
    Acredito que esta e uma atitude nobre, de um verdadeiro profissional.

    Gostar


  15. Na realidade, sempre que apresento dados consolidados, trago comigo a memória de cálculo e as origens destes números, isto para ter a resposta dada a quem me questiona. Se voce vai apresentar alguma coisa, principalmente resultados, saiba dar todas as respostas; saiba a origem dos dados.

    Gostar


  16. Ética sempre. Assumir o erro é uma atitude mais profissional.

    Gostar


  17. Estamos todos falando em checar dados, mas quando você é um consultor apresentando um projeto, precisa levantar informações que lhe serão transmitidas pelo pessoal da área. O próprio CEO sabe disso e sabe que o número não surgiu do nada.

    O que é preciso garantir é como dados foram gerados e se são confiáveis. Pode ser mesmo que estejam desatualizados. E simplesmente não dá pra confiar na palavra e na “estimativa” do Fred (mesmo que ele seja o supervisor/gerente do chão-de-fábrica). Se o fez, errou feio.

    Fazendo isto, não precisaremos apontar o dedo pra ninguém, mas nossa equipe também não vai passar por incompetente. E por fim acrescentar que esses números serão avaliados logo que começarmos nossas atividades.

    Gostar


  18. Reconhecer a falha e rever o processo!

    Gostar


  19. Diante do esposto, é importante afirmar que as informações contidas no slide estão equivocadas, e que provavelmente houve um erro durante a última gravação do arquivo, provocando a perda da atualização do slide. Mas dizer apenas isso não reverta a má impressão, e culpar os outros ou “subir nos tamancos” é pior ainda, tão somente reforça a impressão de que o consultor é incompetente. O mais importante de tudo é saber oque vc vai falar e apresentar, se conheces o assunto, nem de apresentação precisas! Ora, devemos entender que uma apresentação serve como um suporte ou um apoio para evidenciar os fatos e dados levantados. Logo se a utilizamos como a definição de nossas idéias, melhor deixarmos para outros mais vivos darem a cara a tapa.
    Prezados, temos de começar a usar nossas idéias, conceitos, observações e conhecimentos para defendermos nossas convicções, apresentações, vendas, ou qualquer coisa que o valha, mas nunca dependermos de uma ferramenta para provar aquilo que afirmamos, ou seja, se sabe do que está falando, vc dá uma aula, faz rabiscos em um papel de pão e faz com que esses problemas tornem-se ainda grandes oportunidades para provarmos o quanto somos bons. Aquele que precisa de uma apresentação para se defender…esquece, não serve para isso.

    Gostar



Expresse sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: