h1

Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

Maio 10, 2011

Quando penso sobre a efetividade dos programas corporativos que objetivam o desenvolvimento da liderança, me vem à mente um artigo que li no New York Times do colunista David Brooks sobre a reforma da educação nos EUA. Ele observou que bilhões de dólares tem sido colocado em novos e impressionantes programas escolares, a maioria de efeitos duvidosos. Quando as escolas têm gerado resultados espetaculares é porque os estudantes se importam, os professores se importam e os pais se importam.

Em outras palavras, não se trata do quão elaborado é o programa e sim das pessoas envolvidas.

Pois é, e quando se traça um paralelo com os programas corporativos de liderança, iria além: não se trata da qualidade do programa, ou mesmo do coach, trata-se do protagonista, isto é, de VOCÊ.  A pergunta que faço é : o quão engajado você está para se tornar um líder melhor?

Alguns anos atrás Howard Morgan e Marshall Goldsmith estudaram oito empresas diferentes e 86.000 participantes, 11.000 dos quais eram líderes. Eles consideravam que as empresas geralmente mediam o sucesso dos programas de coaching executivo solicitando aos participantes que avaliassem o instrutor, o local e até mesmo o coffe break.  Então queriam agora estimar a satisfação pela quantidade de mudança duradoura que fora produzida, de acordo com os stakeholders, ou seja, com base nas pessoas que efetivamente trabalham com a liderança.

Nesse estudo, cada líder focava em uma a três áreas específicas de aprimoramento, recebia feedback via um processo 360 e então era requisitado a discutir o que ele aprendeu com seus colegas de trabalho. Também pediram aos colegas que avaliassem se essa pessoa se tornara um líder mais efetivo.

Vejam os resultados:

    • Quando o líder não realizava follow up algum, nada mudava. Quando as pessoas diziam “Meu colega participou desse programa, mas não me falou nada sobre ele”, podia-se antecipar que fora uma completa perda de tempo.
    • Com um pouco de follow up com os colegas, havia algum aprimoramento.
    • Com bastante follow up (consistentes e periódicos contatos com um colega) os resultados iam às alturas.

Em Suma. A bola é sua, não é do coach, não é do  livro, não é do programa. Se você está lendo um livro, ou assistindo palestras sobre liderança, mas não está efetivamente praticando o conteúdo acessado é como assistir o Arnold Schwarzenegger levantar pesos: VOCÊ NÃO VAI GANHAR MÚSCULOS. Esse é inclusive o motivo pelo qual a dupla citada anteriormente escreveu um artigo (baseado naquele estudo), cujo título é “Liderança é um Esporte de Contato“. Para se tornar um líder melhor, você tem que ter o desejo interno de mudar, colocar em prática o conhecimento que se acessa e – isto sim é chave – ter a humildade e a coragem de discutir o seu progresso com um colega noqual confia.

Sem dúvida o processo de coaching pode apoiá-lo, mas a alavanca para uma efetiva mudança é você e seu relacionamento com as pessoas ao seu redor.

Para esta e outras habilidades que queira levar à sério, conte comigo.

Pablo

P.S.1 – Para me seguir no Facebook – https://www.facebook.com/coachingexecutivo

P.S.2 – À propósito, já teve uma boa experiência de coaching? O que fez a diferença para você nesse processo? Compartilhe AQUI com os demais.

Anúncios

35 comentários

  1. LinkedIn Groups
    Group: EAESP-FGV ALUMNI
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

    Caro Pablo,
    Concordo bastante com o texto, só gostaria de acrescentar uma outra dimensão que julgo importante: o nível de autoconhecimento. Eu acredito ser muito difícil um gestor se tornar um melhor líder sem que ele apresente um elevado autoconhecimento.
    Um Abraço.

    Posted by Guilherme Naked

    Gostar


  2. LinkedIn Grupos
    Grupo: Gestão por Competências
    Discussão: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

    É isso ai, acredito que está para existir um programa que realize tudo sozinho, por mais competente que sejam a equipe que o conduza. Se a pessoa não se entregar e procurar se desenvolver, não existirá um resultado efetivo.

    Poderíamos comparar aos livros de auto-ajuda, sozinhos são apenas livros com com boas idéias, experiências e sugestões. Sem ação não há resultado.

    Publicado por Charlie Silva

    Gostar


  3. O aprendizado e as mudanças,só acontecem quando cada um assume sua responsabilidade pelo seu próprio sucesso,temos todas as ferramentas,a enorme necessidade de usa-las.
    ótimo texto,

    Bianca Wohl

    Gostar


  4. Caro Pablo,

    Acredito que voce acertou na mosca. Muitos de nós somos levados pelo espírito de crescimento, a ansia de chegar no topo, mas poucos sao os que demonstracao paixao pelo desenvolvimento próprio, dedicacao e disciplina.

    Abraco,
    André

    Gostar


  5. LinkedIn Groups
    Group: Catho Online
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

    Pablo, realmente você tem razão. Tudo não passa de atitude. O indivíduo tem que querer mudar. O aumento do conhecimento não é questão sine qua non de pratica-lo. Se o interessado não trabalhar para tornar-se um líder melhor, mudar seu paradigma, ele continuará ” chovendo no molhado”.
    Abraço

    Posted by Morvan Guilherme

    Gostar


  6. LinkedIn Groups
    Group: Executivos de Vendas & Marketing
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

    Eu acredito que nao é só treinamento que leva uma pessoa a ser algo mais, tudo depende de como é focada a coisa. Vc pode ser um otimo lider para alguns, mas péssimo para outros. Se vc é aceito como um bom lider pela maioria entao seu foco vai ter que ser na minoria, descobrir qual sao as necessidades que vc nao esta atendendo, e até mesmo mudar seus liderados para criar uma equipe com sintonia.

    Posted by Carlos Domingues

    Gostar


  7. LinkedIn Groups
    Group: HR/RH in – Council of Human Resources and Recruitment Consultants Brazil – Executive Suite
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?
    Pablo,

    Excelente texto, pois não basta conhecer e ter habilidade é preciso querer fazer (Atitude) para mudar. Um grande abraço.

    Posted by Sandra Santos

    Gostar


  8. Oi Pablo,

    Na minha percepção esta é a chave de qualquer processo de liderança.

    Gostaria de compartilhar percepções de como inspirar os líderes a despertarem esta vontade. Na sua experiência você percebe que isto ocorre no amor ou na dor?

    Forte abraço.

    Gostar


  9. Este sem dúvida é o ponto de partida. Vou compartilhar o texto.

    Gostar


  10. LinkedIn Groups
    Group: APG Amana-key
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

    Porque o foco destes programas na grande maioria das vezes é mostrar como atingir resultados tangíveis de curto prazo. O foco é a meta. O foco é o número. E o grande líder é aquele que faz o time atingir o resultado.
    Porem as cadeiras de chefia passam e o verdadeiro líder é aquele que é lembrado sempre de forma positiva nas discussões internas.
    O líder melhor nasce do conhecimento de como se tornar um ser humano melhor.

    Posted by Paulo Lucena

    Gostar


  11. LinkedIn Groups
    Group: Ética – Profissionais Éticos
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

    Excelente! Comprometimento é tudo.

    Posted by Aieska Marinho Lacerda Silva

    Gostar


  12. LinkedIn Groups
    Group: Informação Empresarial
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

    Caro Pablo, como você já deve ter percebido no comentário que fiz a outro artigo seu, sou uma apaixonada pelas teorias e propostas práticas apresentadas por Dale Carnegie. Quando comparo parte de seu texto a frases citadas por ele, entenda que é um elogio sincero a você e seu artigo!

    Seu texto me lembrou outra frase de Dale Carnegie “Nosso mal não é a ignorância, mas a inércia.” Concordo que poderemos participar de inúmeros treinamentos de qualquer importância, e de nada valerá se não colocarmos em prática nossos conhecimentos. Se concluirmos um curso de liderança e ainda assim não nos tornarmos líderes, é pelo simples motivo de não usarmos nosso conhecimento. Não basta saber, tem que fazer. Obrigada por compartilhar suas idéias, tão valiosas e muito bem vidas.

    Posted by Karin Hellmann Ronchi

    Gostar


  13. LinkedIn Grupos
    Grupo: HeadHunter Brasil
    Discussão: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

    Bom dia Pablo,

    Muito interessante o texto e o contexto apresentado.

    Em minha avaliação, lastreada por mais de 25 anos como executivo de carreira do segmento química B2B, muitos querem ser líderes ou gestores, mesmo algumas vezes não sabendo o que significa ou como funciona.

    O feitiço da “varinha de condão” dissipa muito rápido em não estando preparados adequadamente.O “manual de instruções” não prescreve ou não informa todas as situações a serem vividas ou experimentadas.

    Treinamentos como Dale Carnegie e assemelhados são muito profícuos, porém o líder desperta em algumas pessoas e em outras não, independente de quais e quantos treinamentos faça.

    Alguns profissionais serão eternamente comandados e outros comandantes…..

    Dessa forma, cabe uma análise interior muito profunda e honesta pelo profissional candidato à líder para avaliar a envergadura dos “programas de liderança” em sua carreira e impactos, com coaching muito próximo para evitar desmotivação e outras patologias do mundo corporativo.

    Publicado por Rolf Peter Balluff

    Gostar


  14. LinkedIn Grupos
    Grupo: Gestão por Competências
    Discussão: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

    Meus colegas acima responderam com simplicidade e uma excelente dose de naturalidade. Se eu quero ser um ajudante geral, basta que eu não estude pelos mais diversos motivos e tenha um físico avantajado para carregar pesos consideráveis. Se eu quero ser um médico me aproprio dos conhecimentos necessários e treino muito com bonecos e cadáveres. Mas se quero influenciar o comportamento de terceiros é preciso me apropria de conhecimentos especificos na arte da interação e exercitar muito como meta pessoal. As técnicas precisam ser internalizadas de tal modo que passa a perpassar em seus poros como uma segunda pele.

    Publicado por silvano batista da silva

    Gostar


  15. LinkedIn Groups
    Group: Inbrasc – Instituto Brasileiro de Supply Chain
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

    Bom dia. Penso que seja porque você ainda não acredita que isso seja possível e tampouco fez um AMD!!

    Posted by Celso Van Leeurven

    Gostar


  16. LinkedIn Groups
    Group: DBM Brasil
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

    Pablo, gostei muito do seu artigo, pois este era um sentimento que eu tinha a respeito desses programas, em complemento a isto, fica claro ver a diferença inclusive em líderes que passaram pelo mesmo programa ao mesmo tempo, uns conseguem melhorar e outros não, o que vem a corroborar com a diferença que o “querer” de cada um irá fazer após o treinamento. Muito obrigado.

    Posted by Cristiano Silva

    Gostar


  17. LinkedIn Grupos
    Grupo: Publicidade e Propaganda
    Discussão: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

    Artigo muito interessante, Pablo. Com certeza ser líder está diretamente ligado a questão comportamental. Mas para tanto é preciso antes de qualquer coisa, saber lidar com as diferenças. O líder é capaz de trabalhar com pessoas diferentes e sabe não só valorizar o trabalho em equipe, como sabe observar o que cada pessoa tem de bom e torna isso positivo para ela e para o grupo. O verdadeiro líder é aquele que promove o crescimento das pessoas e acredita que elas podem ser melhor do que acreditam ser, em outras palavras, podemos dizer que o líder é um “influenciador”.
    As pessoas o seguem porque há uma confiança mútua entre ambos. Claro, não se pode querer mudar ninguém sem antes mudar a si mesmo.

    “Algumas pessoas mudam de emprego, de cônjuge, de colegas, de amigos, mas nunca pensam em mudar a si mesmas.” (John Maxwell)

    John Maxwell é um dos meus autores favoritos e acho que todos nós temos muito a aprender com ele, a respeito de liderança. Vai uma dica para quem tem interesse no assunto. Acho válido para todos, seja no trabalho ou na vida, estamos sempre a influenciar pessoas ou sendo influenciados por elas.

    Publicado por Lorraine Nalin

    Gostar


  18. LinkedIn Groups
    Group: Alumni Ibmec Brasil
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?

    A mesma lição se aplica a muitas outras situações. Há quem pense que um médico é capaz de curar, ou que um professor consegue passar alunos no vestibular, ou que um preparador físico pode torná-lo um super atleta, aliás, não pode nem mesmo fazê-lo perder peso.

    Posted by Claudio Henrique

    Gostar


  19. LinkedIn Groups
    Group: Alumni Ibmec Brasil
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?
    Essa citação expressa bem a lição:
    “Athena: The gods cannot do for man what man must do for himself.”

    Tradução:
    “Atena: Os deuses não podem fazer pelo homem, o que ele deve fazer por si mesmo.”

    Posted by Claudio Henrique

    Gostar


  20. Pablo,
    Excelente artigo. Na minha vida fui treinado para ser líder (militar aposentado)e conheço na prática o desafio. Leio bastante sobre exercício da liderança e sempre estou atento ao processo de melhoria – como este teu artigo, por exemplo. Parabéns

    Gostar


  21. LinkedIn Groups
    Group: Executivos Experientes – Carreira e Empregos
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?
    Os programas de liderança podem ajudar muito, porem para ser um lider é preciso algo mais…….
    Um lider nasce lider, isto se pode ver ate em reuniões sociais onde sempre há os que lideram a “roda”, ou mesmo em passeios, até em catastrofes.
    É claro que a formação é importantíssima, mas ela por si só não cria lideres.

    Posted by Nelson Moreno

    Gostar


  22. LinkedIn Groups
    Group: Inbrasc – Instituto Brasileiro de Supply Chain
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?
    AMD é uma expressão utilizada por Steve Farber, em seu livro Liderança Radical, que significa “Ai Meu Deus”. Na obra o autor afirma que, para ser um grande líder, o primeiro passo é acreditar. Explicada a minha brincadeira, deixo um grande abraço ao colega.

    Posted by Celso Van Leeurven

    Gostar


  23. Mais um excelente artigo Pablo!
    Estamos justamente passando por um terinamento de liderança. Éstamos no segundo dia e o tema foi feedback.
    Um comentário que fiz não apenas sobre o feedback, mas em relação ao treinamento como um todo é o de que precisamos ouvir, aprender e procurar verificar onde nós estamos errando, reconhecer as falhas, aceitá-las e procurar mudar. Muitas vezes participamos destes cursos e quando chega a hora de colocar tudo em “pratos limpos”, apontar deficiências, somos tendenciosos em pensar:”Fulano é exatamente assim”, enquanto deveríamos avaliar como estamos em relação ao assunto em pauta e assumir a postura de que estamos ali para nos aperfeiçoar e não para aperfeiçoar os outros.
    Fico feliz em verificar que a idéia encontra eco e que estamos no caminho certo.

    Gostar


  24. Concordo com o Pablo e acrescento que alguns lideres são natos, mas a maioria é formada por livros, cursos,etc.e necessariamente precisa compartilhar esses conhecimentos com seus liderados para formar novos lideres. Mas o verdadeiro lider é humilde, é aquele que lidera pelo exemplo e edifica seus liderados. A edificação e o reconhecimento gera motivação e consequentemente resultados.

    Um Abraço

    Wanderley Lourenço

    Gostar


  25. LinkedIn Groups
    Group: Alumni Ibmec Brasil
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?
    Porque às vezes não é nosso perfil mesmo. Temos que ter humildade para reconhecer isso – já sofri com esta “cobrança”.

    Posted by Cláudia O. e Silva

    Gostar


  26. LinkedIn Grupos
    Grupo: Publicidade e Propaganda
    Discussão: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?
    acredito, que um programa não consegue criar lideres, eles se fazem no dia a dia, alias deste os anos 90 , já se discute este assunto de LIDER.
    Lider não´é mais aquele que tem o poder , ou recebe o poder de alguém, mas sim aquele que sem desejar qualquer premio, passa a conduzir o grupo na direção da vitoria, seja ela comercial ou mesmo numa disputa de um simples passatempo.Desta forma acredito que os novos lideres ,não serão feitos , mas simplesmente surgirão no meio social, escolhidos livremente pela sua comunidade.

    Odair Calderaro

    Publicado por Odair Geraldo Calderaro

    Gostar


  27. LinkedIn Groups
    Group: Executivos de Vendas & Marketing
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?
    Jack Welch uma vez cometnou que se você treina um profissional bom, provavelmente ele se tornará excelente. No entanto, se você treina um profissional ruim, ele não se tornará um bom profissional, ele continuará ruim. Se você não consegue ser um líder melhor após treinamentos, claro, o problema é a própria pessoa.
    Um abraço,

    Posted by Fernando Fernandes

    Gostar


  28. LinkedIn Groups
    Group: Alumni Ibmec Brasil
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?
    Vc é muito feliz ao comentar que “A bola é sua, não é do coach, não é do livro, não é do programa”. Não existe realização sem ação, ou como aprendemos na escola Trabalho = Força x Deslocamento x cos @. Tem que querer ser líder e dedicar atenção de verdades aos liderados.

    Posted by Ilton Hemetério Santos Neto

    Gostar


  29. A maior crise que a humanidade vive é a de falta de liderança. Olhamos para o nosso pobre congresso e medíocre senado e o que vemos ali? Um bando de pessoas eleitas por um povo que os escolheu líderes, sendo que não estão preparados nem ao menos para governar seus próprios instintos.
    No meio das empresas isto não está muito diferente. A política interna leva pessoas despreparadas a assumirem cargos de liderança e deixam atrás de si um rastro de problemas. Será que existe de fato uma escola de líderes? É fácil assim, ou esta tal de liderança seria uma conjugação de fatores éticos, comportamentais e, em menor grau, técnicos? Depois de ler inúmeros artigos e livros sobre o assunto e de atuar em cargos de liderança nestes últimos 20 anos, confesso que fico em dúvida.
    Acho que, enquanto a maioria das pessoas se preocupa em buscar “conhecimento” a respeito do tema, o que está em jogo, na maior parte das vezes, é o comportamento. Talvez esteja aí a dificuldade de melhorarmos nossa capacidade de liderança, a de termos pouco domínio sobre aquilo que somos, em essência.

    Gostar


  30. Prezado Pablo,
    Seu texto aborda muito bem o assunto, quero concordar parcialmente com você e acrescentar: o líder desempenha um papel emocional decisivo e é aquele cuja equipe busca clareza e conforto diante de desafios e incertezas. O desafio primal do lider é a autogestão e a tarefa maior dele é manter sua consciência emocional sob controle, pois só assim ele conseguirá canalizar as emoções individuais e coletivas de sua equipe para realizações positivas e congruentes. Os líderes dos quais você fala são pessoas que foram nomeadas líderes e que precisam liderar pessoas para realizar tarefas recebidas. Eles em sua grande maioria não são nem têm perfis de líderes, apenas estão líderes. Para liderar é preciso escolher ser lider e se comprometer na plenitude de si mesmo com esta escolha. E isto é uma tarefa grandiosa para um ser humano comum, pois escolher significa ater-se a essa escolha e renunciar a partir daí a sua individualidade, a seus desejos pessoais, ao seu não querer fazer. O líder a partir do momento que escolheu ser líder precisa efetuar uma enorme transformação em si mesmo. Rever seus valores, suas crenças e promover uma expansão em sua consciência. Isso demanda autoconhecimento, tempo, dedicação foco no agora e em suas ações de autodesenvolvimento para criar sobretudo ressonância em sua equipe. Os programas focam competências cognitivas, cujo aprendizado é sempre rápido e pouco significativo na tarefa do lider. Liderar não é só saber o que fazer, e sim saber promover empatia e sinergia por desafios e causas. Isso é competencia emocional e os programas para instalar competência emocional dependem exclusivamente da atitude, da escolha e do engajamento do postulante a líder a seus próprios desafios e sonhos.

    Gostar


  31. LinkedIn Groups
    Group: IT Sales Executives – Brazil
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?
    Pablo concordo 100% com você, coloco mais uma observação; Ter a liderança no DNA ajuda muito, claro que o aprimoramento com cursos e todo tipo de capacitação é necessário, mas os bons lideres normalmente já dão sua graça na escola, nos grupos de amigos e por ai vai. Outro ponto importantissímo da sua observação é a VONTADE DE SER LIDER, se não tiver, será um lider mediocre…

    Posted by Leonardo Marins e Silva

    Gostar


  32. LinkedIn Groups
    Group: DBM Brasil
    Discussion: Por Que os Programas de Liderança Ainda Não Me Tornaram um Líder Melhor?
    @Pablo – como sempre meus parabéns! Seus artigos sempre despertando uma nova reflexão. Quanto ao tema “programas ainda não me tornaram um líder” está muito associado ao tripé CONHECER, EXPERIMENTAR, QUERER. Os programas, a literatura, a escola dão o conhecimento, as empresas a oportunidade de experimentar e o outro… bem o outro você narra bem no texto é uma questão de atitude.

    Posted by Anderson Carlos de Camargo

    Gostar


  33. Reblogged this on Room 4D – Soluções em Desenvolvimento and commented:

    Saiu hoje no Valor Econômico: “Empresas investem mais no desenvolvimento de líderes”. Um estudo com 43 grandes companhias no país revela que, para 56% delas, investimento na formação de gestores será maior do que em 2011. Ótima notícia, porém esse artigo me lembrou do post que publiquei há um tempo “Por que os Programas de Liderança ainda não me tornaram um líder melhor?” onde discuto a efetividade desses programas. Confira.

    Gostar


  34. Parabéns pelas expressões claras e bem fluidas sobre a Liderança;
    compactuo consigo e muito querem reinventar a roda e descorrem várias linhas e até livros para dizer no final : Depende de você e de sua vontade própria, atitude com humildade e coragem!!!!

    Gostar


  35. Muito bem colocado Pablo!
    As mudanças ocorrem, de fato, com comportamentos.
    O comportamento é a expressão, no mundo, das mudanças interiores, daí essa noção de que quando não nos empenhamos, fazemos diferente nada ocorre.

    Gostar



Expresse sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: