h1

E se o quanto você se conhece não for o suficiente para seguir tendo êxito?

Julho 3, 2012

conhece-teHá uma par de semanas escrevi um post intitulado “10 Dicas p/ a Insensibilidade Não Contaminar Sua Carreira“, no qual comentava que muitos dos executivos que me procuram chegam com um peso considerável nas costas pois haviam sido surpreendidos pelo resultado inesperado de uma avaliação 360º, onde profissionais e clientes ofereciam um feedback franco e direto. “Alguém anotou a placa?! Fui atropelado por um caminhão! O que exatamente aconteceu entre o antes e o depois desse feedback? Meu Deus, que crédito que devo dar ao conteúdo de uma avaliação 360 graus?”

Veja, existe uma grande possibilidade de que os demais não o enxerguem da maneira com você se vê. E aí pergunto: qual a perspectiva que mais importa? Resposta: a deles, é claro! E mais: se houver uma grande distância entre as duas, pode ser que esteja olhando para um obstáculo que está limitando os horizontes de sua carreira.

O que é particularmente cômico nesta questão, se não fosse trágico, é que o autoconhecimento, especialmente para executivos e líderes, é geralmente inversamente proporcional ao tamanho do ego. Em outras palavras, aqueles que necessitam ser mais conscientes raramente o são.  Este é mais um dos paradoxos da selva corporativa.

Veja o meu exemplo. Na minha carreira como executivo, sempre estive consciente do quão focado e duro eu era quando se tratava de tocar o negócio, mas não tinha a mínima idéia do quão intimidador e agressivo às vezes me tornava. Minha esposa costumava me dizer: “Pablo, não é o que você diz mas como você fala”. A questão é que quando a gente não tem noção do próprio comportamento, feedbacks sutis não funcionam, ou seja, o que é necessário, em bom português, é uma monumental porrada.

Isso dito, possivelmente não há nada mais revelador do que determinar  o quão consistente é sua auto-imagem vs. a maneira como os demais o enxergam. Se a diferença é pequena, siga em frente. Se não, você pode aumentar suas chances de sucesso na carreira – e, de lambuja, ter uma vida mais feliz – embarcando numa pequena jornada de autodescobrimento.

A escolha, naturalmente, é sua, e você não deve tomar a decisão de forma displicente. Dá medo, sem dúvida, mas sair da zona de conforto sempre provoca essa sensação. Afinal, nunca se sabe o que vai dar. Ainda assim, esse é um risco que vale a pena assumir. Palavra de quem já acumulou várias cicatrizes ao longo do caminho.

A boa notícia é que a iniciativa é relativamente fácil de executá-la. Tudo que você tem  que fazer é perguntar às pessoas certas as questões certas da maneira certa. Ou seja, solicite ao RH (ou a um Coach) a tal avaliação 360 graus, envolvendo seu chefe, subordinados, pares e mesmo clientes, e não se esqueça de garantir o anonimato das respostas fornecidas.

Pergunte sobre o seu comportamento no dia a dia e sob pressão. Questione sobre sua habilidade de se comunicar, de tomar decisões e como você pode ser mais efetivo. Indague o que você pode fazer para torná-los mais efetivos e alcançarem mais sucesso. Solicite que o descrevam, apontando pontos fortes e oportunidades, e que não diluam suas fraquezas, pois você quer um quadro fiel.

Agora a má notícia: se o resultado for inesperado, este é apenas o início. A parte mais díficil será compreender porque a sua auto-imagem não corresponde à realidade. É isso mesmo, meus amigos: a forma como os demais o vêem É a realidade. E logo após esse doloroso insight, a transformação passa a ser uma possibilidade. E com ela vem mais dor pela frente, mas aí sim trata-se de uma jornada e, portanto, recomendo: um passo de cada vez.

Isso vai ajudar sua carreira e sua vida? Com certeza! Mas somente se estiver disposto a ser 100% honesto consigo mesmo. E é justamente aí que o caminho da autoconsciência se inicia. Agora, onde ele vai terminar, isso só depende de você, do quão aberto está para novas possibilidades e do quão duro está disposto a dar.

Para estas e outras habilidades, conte comigo. Como costumo dizer: melhor do que você apenas assistir ao Brasil dar o seu melhor, é você também se tornar o melhor que pode ser.

Pablo

Para me seguir no Facebook – https://www.facebook.com/coachingexecutivo

Anúncios

9 comentários

  1. Ótimas observações, parabéns pelo blog.
    Sucesso!

    Gostar


  2. Pablo, excelentes questões e abordagem.

    Gostar


  3. Pablo, gosto muito das suas abordagens. Nos faz pensar muito!

    Gostar


  4. Vivi esta situação e pouco tempo. Realidade dura, mas muito presente em nosso dia a dia.
    Otima abordagem e grande comentário.
    Abraço.

    Gostar


  5. Olá Pablo,

    Sempre leio seus posts e gosto muito da maneira clara com que você expõe as questões. Essa é uma verdade inquestionável de nossa vida profissional, para o bem ou para o mal, o que vale é como os outros nos vêem. E é uma pancada muito dura aceitar e reverter essa realidade.

    Obrigada

    Gostar


  6. Pablo, acho que a maturidade profissional acompanha a capacidade que temos de nos olharmos “de fora para dentro”. Quanto menos maduros, mais somos egoístas, no aspecto profissional. O feed back é uma ferramenta de grande valor para nosso amadurecimento pessoal e profissional. Exclui-se aí opiniões dos nossos puxa-sacos.

    Gostar


  7. Excelente o artigo e extremamente verdadeiro o 3o. parágrafo.

    Gostar


  8. Caro Pablo, como a imperfeição é inerente à maneira humana, como uma organização, onde na alta administração inevitalmente existem presidentes e diretores imperfeitos (senão literalmente incompetentes para os cargos ocupados) podem transferir as agruras da gestão colegiada apenas em um terceiro, cobrando-lhe uma perfeição de 360º que Deus não deu a ninguém? Não seria uma desculpa insensata para se livrarem daqueles que, não raras vezes, na realidade estariam “ofuscando” o brilho de outros executivos apadrilhados pela presidência?

    Gostar


  9. Conhecimento tem que ser igual coceira. Quanto mais se adquire mais se deve adquirir. Como? Ouvindo cada vez mais, como se nada soubesse. E comportar-se sempre com a humildade dos que nada sabem.

    Gostar



Expresse sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: