h1

Onde buscar inspiração para idéias, perspectivas e estratégias inovadoras? 10 Dicas Imediatas

Julho 10, 2012

Arquivei na minha coleção particular um artigo publicado no Caderno Carreiras e Empregos da Folha de São Paulo “Empresas incentivam profissionais a  apresentar idéias inovadoras”. Nele duas temáticas são colocadas em destaque:

  • Inovação Empresarial – Como as empresas incentivam a criatividade entre seus funcionários e
  • O Caminho da Criatividade – O que o funcionário pode fazer para apresentar idéias inovadoras.

Mas uma questão fica em aberto: como desenvolver as habilidades necessárias para ser um profissional inovador?

Considero que idéias, perspectivas e estratégias inovadoras não vem da inteligência e da criatividade em seu estado bruto. Elas vêm de uma mente preparada, de panoramas ampliados por experiências, exposições e interesses variados (porém não relacionados). Aqueles com horizontes mais amplos geralmente vencem porque têm um repertório mais variado e portanto mais chances de fazer conexões diferentes entre idéias, culturas e novos eventos.

Por isso gostaria de compartilhar 10 sugestões para aqueles que querem investir em criar o novo e o diferente dentro das organizações. Afinal, se queremos evoluir de uma visão de curto alcance para uma perspectiva de longo alcance, precisamos desenvolver alguns comportamentos que nos ajudem a aprimorar essa competência estratégica. Para mudar será necessário negociar conosco mesmo, trazendo novas atitudes para nossa rotina diária e colocando as mesmas no topo das prioridades. Vamos às dicas:

  1. Leia mais. Esteja sempre disposto a expandir seu pensamento. Quer algumas razões para isso? Acesse 100 beneficios: http://www.scribd.com/doc/19148114/100beneficiosdelalectura
  2. Aprenda com o passado. Estude algumas invenções antigas e bastantes conhecidas, como o automóvel. Veja como eles usam o passado para prever o futuro. Veja como várias invenções não relacionadas se reuniram para formar algo maior. Assista programas de TV que falam sobre inovações e invenções modernas. Assista alguns episódios. Acesse vídeos do YouTube (The Machine That Changed the World: Giant Brains – http://www.youtube.com/watch?v=M78elH-8tQo , por exemplo, é uma excelente fonte). Como você poderia utilizar o passado da sua organização (decadas de 80, 90, 2000) para prever o futuro?
  3. Observe so seu redor. Você consegue enxergar interligações? Como é que  o que está acontecendo no mundo se relaciona à sua organização? Leia o Valor Econômico e as Revistas Exame ou Época Negócios e anote entre 3 e 5 coisas interessantes que são semelhantes ou que têm um efeito sobre a sua empresa. Crie um espaço na sua agenda e dedique tempo e energia para aprender a conectar o que está lá fora com o que está aí dentro.
  4. Valorize os que não são especialistas. Durante a 2° Guerra Mundial, o exército americano descobriu que os grupos mais criativos eram aqueles cujos integrantes tinham muito pouco ou nada em comum e sabiam quase nada sobre a situação.  Eles não estavam presos ao passado. Apresente um desafio atual ao grupo mais diverso que conseguir encontrar (digamos: um historiador, um web designer, um teólogo, um vendedor, um encanador, etc.) e veja o que eles discernem disso. Encontre alguns problemas fora da sua área e veja como pode contribuir para resolvê-los.
  5. Seja curioso. Estude e intrometa-se em 3 coisas, não relacionadas, nas quais nunca prestou muita atenção (por exemplo: ópera, literatura romântica, publicações técnicas fora de sua área, Glee, um novo idioma, um curso de mágica, arqueologia, etc.). As conexões podem vir de qualquer parte e seu cérebro não se preocupa de onde vêm as diferentes perspectivas. Tente pensar sobre como os príncipios se encaixam.
  6. Amplie suas leituras.  Leia publicações internacionais como  o Economist, ou o International Herald Tribune ou ainda Commentary;  também livros como “1808”, que resgatam de forma acessível momentos singulares da história do Brasil; escolha um país e estude-o a fundo; veja um filme sobre a crise financeira de 2008 (Margin Call – O Dia Antes do Fim é uma ótima opção). O objetivo aqui é obter a perspectiva mais ampla possível sobre um assunto.  Existem princípios implícitos comuns em quase tudo. Você precisa se expor mais amplamente para encontrar e aplicar esses principios no que está fazendo hoje.
  7. Aventure-se nas férias. Viaje para um lugar que nunca visitou antes (e, à propósito, nunca mais tire férias no mesmo lugar). Coma em restaurantes temáticos diferentes. Vá a eventos e reuniões de grupos dos quais nunca participou. Participe de festivais étnicos e experimente diferentes culturas. Visite eventos esportivos aos quais nunca assistiu antes.  Em suma: a cada semana você e sua familia deveriam abrir nova possibilidades em termos de aventura. Simples assim.
  8. Enxergue além do trabalho. Participe de um grupo comunitário ou qualquer outra atividade pela qual normalmente não optaria em circunstâncias normais.  Amplie seus horizontes fora do trabalho. Ofereça-se  como voluntário  para um programa de  assistência a crianças, viaje para um pais que nunca visitou, acompanhe um grupo de adolescentes de 15 anos de idade durante alguns dias.
  9. Foque o diferente. No trabalho, selecione 3 tarefas que nunca fez antes e dedique-se a elas. Se não conhece muito os clientes, trabalhe numa loja ou lide com as reclamações que chegam ao SAC; se não sabe o que o pessoal da engenharia faz, vá descobrir; ou ainda, troque de tarefa com alguém. Procure a exposição mais ampla possível dentro da organização. Almoce com diferentes  colegas da organização e contem entre si o que vocês fazem.
  10. Atue numa força-tarefa. Forças-tarefas ou projetos são ótima oportunidades. Se for importante e multifuncional e tiver um resultado concreto que será  levado a sério (em vez de um grupo de estudos), passa a ser um dos eventos de desenvolvimento mais comuns na lista dos executivos bem-sucedidos. Tais projetos exigem que você aprenda sobre funções, negócios ou nacionalidades diferentes durante um período curto de tempo, valorizando como os outros pensam e porque suas áreas/posições são importantes. Ao fazê-lo, pode deixar de lado a sua própria experiência para ver conexões com um mundo mais amplo (como o comércio internacional funciona, por exemplo) ou sentir-se mais à vontade em casa (como as peças de sua organização se encaixam). Você pode absorver diferentes perspectivas e, a partir daí, lançar idéias inovadoras passa a ser uma sólida possibilidade.

Como disse o filósofo frances, Henri-Louis Bergson, “o olho somente vê o que a mente está preparada para compreender”.

Para esta e outras habilidades, conte comigo.

Pablo

P.S. – Para me seguir no Facebook – https://www.facebook.com/coachingexecutivo

Anúncios

7 comentários

  1. Pablo, esse artigo foi surpreendente . Obrigado mais uma vez.
    E os 100 motivos para ler, espetaculares.

    Gostar


  2. Excelente texto, párabéns!
    Pollyana Cardoso Lopes – Presidente da Academia Paranaense de Propriedade Intelectual

    Gostar


  3. no contexto social hodierno, esse é o texto que condensa as habilidades ociosas de pessoas estagnadas que precisam de mais orientação.

    Gostar


  4. Extremamente interessante a parte que trata de atuarmos um pouco mais em areas nao relacionadas diretamente a nossa area pois pensar fora da caixa pode realmente fazer a diferenca quando buscamos algo diferente e/ou inovador. Otimo artigo! Parabens!
    Paulo Vianna

    Gostar


  5. Pablo, parabéns! Excelente texto. Parece que romper com a especialização, digo transcender a especialização é algo necessário para que o ser humano possa desenvolver-se de maneira integral!
    Fraterno abraço!

    Gostar


  6. Excelente forma de enxergar novos caminhos que impulsionem a inovação! Parabéns pela criatividade!

    Gostar


  7. Parabéns mesmo! Uma sugestão que sai da mesmice. É vital conhecer o passado para entender o presente e planejar o futuro.
    Vejo que a maioria das pessoas interessadas em crescer, profissional e como ser humano,, estão carentes de boas informações.
    Minha sugestão: Poderíamos criar no Grupo de indicações de bons Livros e talvez bons filmes, que são fontes de aprendizado.
    Os melhores filmes que assisti esse ano: Intocáveis, Até a Eternidade,, Django Livre, Rush.
    Aguardo indicações de livros.
    Tenham um bom final de semana!

    Gostar



Expresse sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: