h1

“Gente Fácil Atrair, Dífícil Manter”

Agosto 24, 2012

Saiu ontem no Especial CONARH 2012 do Estadão “Gente Fácil Atrair, Dífícil Manter”, onde se aponta que as empresas precisam aperfeiçoar seus processos de seleção para contratar pessoas que realmente se identificam com a cultura da companhia. Concordo 100%. No entanto gostaria de explorar o tema por outro ângulo trazendo à tona as 10 principais razões pelas quais as grandes corporações não conseguem manter seus melhores talentos. Veja acima:

Anúncios

6 comentários

  1. Reblogged this on Alliance Coaching and commented:

    Saiu ontem no Especial CONARH 2012 do Estadão “Gente Fácil Atrair, Dífícil Manter”, onde se aponta que as empresas precisam aperfeiçoar seus processos de seleção para contratar pessoas que realmente se identificam com a cultura da companhia. Concordo 100%. No entanto gostaria de explorar o tema por outro ângulo trazendo à tona as 10 principais razões pelas quais as grandes corporações não conseguem manter seus melhores talentos. Veja acima:

    Gostar


  2. Muito simples , se coonsideram “espertos ” e só visam baixar custos …. acreditam que podem subistituir um talento por outro com a metade do preço .,… Vi e presenciei Grandes Empresas saírem do mercado , fecharem, falirem por esse tipo de cultura…eu mesmo trabalhei em uma das maiores empresas do Brasil , se não a maior de todas em transformação de termoplásticos flexíveis e que por ter essa mentalidade simplesmente “QUEBROU ” …. 9 plantas industriais com perto de 40 centros de distribuição no país , do Rio Grande do Sul até Manaus , no Amazonas …em menos de 1 ano , após a “ditas reestruturações ” …quebrou ….Contrataram um “Manager ” que tinha um monte de diplomas pendurados na parede , mas não conhecia absolutamente nada da vida real …. eu resolvi sair juntamente com um dos sócios e um ano depois me avisaram doi fechamento de tudo . Uma pena …. Como diz o ditado : ” O barato sempre sai caro e acompanhado do ego insulfado se achando o dono da verdade o fim é o buraco “,
    Att.
    Marcus Boller

    Gostar


  3. Algumas empresas realmente valorizam extremamente a diplomas quantos mais melhor, porém contratam profissionais que não tem a minima aptidão em lidar com pessoas, como se os departamentos dependessem unica e exclusimaente deles, os altamente diplomados, o estrelismo está em alta, não que os profissionais não devam estudar e aprimorar seus conhecimentos, devem sim e muito, até porque gerentes, diretores estrelinhas estão por toda parte então o emprego de muitos profissionais melhores que os etrelinhas estarão em jogo, é como o amigo Marcus Boller escreveu em seu comenário o ” ego insuflado” por salarios exorbitantes, enquanto quem realmente faz a máquina funcionar tem salarinhos (perto do de um diretor, salarinho).

    Saudações a todos.

    Gostar


  4. Marcus boller … simplesmente o relato mostra o cenário sombrio para muitas corporações … (egos insulfados… donos da verdade…
    independente de tamanho, pois não sabem diferenciar custos e investimentos!!! Tudo pelo lucro e ou imediatismo!!! Quando não se divide o que é justo fica difícil somar às partes….

    Gostar


  5. Vejo o seguinte, as “grandes” empresas não valoram as açoes tangentes a falta de experienxcia e até certo ponto imaturidade dos profissionais meio custo, digamos assim, ganham em folha de pagamento mas a grande fatia sai pelas açoes corretivas necessárias para suprir, regularizar, padronizar, refazer e de vez em sempre os custos necessários de imagem frente aos seus Clientes, inclusive em potencial. Uma ação mal pensada que reflete no Cliente se torna muito onerosa visto que a disponibilização de recursos “X” para regularização e a perda desses mesmos recursos na própria organização onde deveriam estar atuando para melhoria e continuidade da qualidade exigida ou intrisica, se torna “10X” pois, o preço da Não-Qualidade” é extraordinariamente grande, sem falar no Indicadores apontam para fatidica regressão, o que leva algumas organizações à verdadeira rota do Titanic!!!

    Gostar


  6. Marcos Boller, resumiu muito bem o que acontece no Brasil de hoje onde se propaga uma APAGÃO DE MÃO DE OBRA, o que não é verdade. Muitos diplomas sem dúvida que é muito bom para um Brasil em crescimento e necessitamos disso se queremos ser um GRANDE PAÍS e não UM PAíS GRANDE, mas para se conseguir os diplomas demanda tempo ai (veja os anúncios de empregos) MBA, Fluente em línguas, experiência de 10 anos e idade de 30 – ISSO NÃO EXISTE; mas os SENIORS, estão aí disponíveis e seus CVs, são jogados nos lixo sem ser lidos porque o sistema já os descarta por idade.

    Gostar



Expresse sua opinião

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: